Você já ouviu falar no alimento considerado 'perfeito'? Ele existe e é produzido há séculos

Ele encanta em sabor e seu valor nutricional o torna um alimento recomendado por médicos e nutricionistas

Bons Fluidos Publicado quarta 2 setembro, 2020

Ele encanta em sabor e seu valor nutricional o torna um alimento recomendado por médicos e nutricionistas
O queijo Parmigiano-Reggiano é considerado um alimento "perfeito" por nutricionistas - Amanda Rugger/BBC

Uma iguaria italiana foi apontada como um dos alimentos "perfeitos" em relação a sabor, textura e valor nutricional e é um verdadeiro suplemento nutricional, capaz de fornecer uma grande quantidade de vitaminas e proteínas em poucos gramas. 

Apenas uma fatia de 28g contém 9g de proteína, 2g a mais que a carne bovina, e 321mg de cálcio, quase 10 vezes mais que o leite. Tem 12 mg de magnésio, 28 mg de potássio e 0,12 mg de vitamina A. Ele ainda contém zinco e ferro, cobre e manganês, biotina e vitamina B6.

+ VEJA TAMBÉM: Família cria um novo queijo acidentalmente durante a quarentena e o produto esgota em pouco tempo

Estamos falando do queijo Parmigiano-Reggiano, um alimento produzido na pequena cidade de Parmigiano, na Bolonha, que ganhou destaque no país por conta do seu sabor único, que se assemelha ao queijo parmesão, e seu valor nutricional rico, que chama a atenção da comunidade de nutrição.

O queijo só pode ser feito com ingredientes extremamente precisos, dentre eles, são necessários apenas três: leite, sal e coalho, a enzima que coalha o leite. O processo de produção é cuidadoso e pode até demorar anos.

Embora informações muito positivas sobre este queijo estejam circulando apenas agora, este alimento é produzido há séculos e é um velho conhecido para alguns italianos. 

Foram inúmeros os acontecimentos históricos nos quais o Parmigiano-Reggiano esteve presente: o pintor do século 17 Cristoforo Munari colocou Parmigiano no centro dos cenários de suas pinturas. O papa enviou ao rei Henrique VIII da Inglaterra 100 rodas como um presente. O dramaturgo francês Molière pediu Parmigiano em seu leito de morte. Quando o Grande Incêndio de Londres atingiu a casa de Samuel Pepys em 1666, o escritor enterrou uma roda do queijo para protegê-lo. 
 

Último acesso: 16 Apr 2021 - 07:18:35 (1043357).