inspiracao   / Esperança

Transformação! Sem-teto ganha 'dia de beleza' e irmã o reconhece após 10 anos separados

A família procurava João há 10 anos, mas perderam as esperanças e chegaram a pensar que o morador de rua estava morto

Bons Fluidos Publicado quinta 17 dezembro, 2020

A família procurava João há 10 anos, mas perderam as esperanças e chegaram a pensar que o morador de rua estava morto
O cantor e empresário Alessandro Lobo viu a situação em que João se encontrava e lhe ofereceu um banho de loja - Instagram/ Alessandro Lobo

O catador de recicláveis João Coelho Guimarães virou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais esta semana depois que imagens suas foram divulgadas após ele passar por uma transformação de visual. 

O sem-teto de 45 anos passou o dia catando latinhas pelas ruas de Goiânia quando decidiu entrar em uma loja para pedir um barbeador, no entanto, o cantor sertanejo e dono do estabelecimento Alessandro Lobo viu a situação em que o homem se encontrava e decidiu oferecer um 'banho de loja' para João. 

+ VEJA TAMBÉM: Ex-pedreiro vence concurso de modelos depois de ser descoberto em shopping

"Foi espontâneo. Ele passou na porta e estava muito barbudo. Pediu uma lâmina de barbear. Eu já o conheço há uns dois meses, sempre passa aqui. Então, surgiu a ideia de dar um banho de loja nele", contou Alessandro ao portal G1. 

A transformação contou com serviços de barbeiro, cabeleireiro e até roupas novas. João ficou irreconhecível e o resultado do dia de beleza deixou moradores da região impressionados devido à mudança. Alessandro, que ofereceu a transformação, compartilhou a foto do antes e depois em suas redes sociais e o clique viralizou. 

+ VEJA TAMBÉM: Após ser humilhado por cliente, vendedor recebe R$ 108 mil em doações em vaquinha online

Segundo informações do UOL, graças à publicação das fotos, a família de João, que mora em Brasília, o reconheceu após 10 anos de procura e entrou em contato com Alessandro. Depois de tanto tempo sem notícias, os familiares chegaram a pensar que João estava morto. 

"Está vindo a mãe e a irmã dele. Elas já o davam como morto porque há mais de 10 anos não tinham notícias do Seu João. Elas viram a foto e entraram em contato comigo e, como ele não tem telefone e nem endereço fixo, vamos percorrer o bairro para tentar encontrá-lo", contou Alessandro ao UOL. 
 

Último acesso: 06 Mar 2021 - 14:30:39 (1044023).