inspiracao   / Meio Ambiente

Governo do Paquistão paga para cidadãos desempregados plantarem de árvores durante pandemia

O país assumiu compromisso em 2018 de plantar 10 bilhões de árvores para conter o efeito estufa

REDAÇÃO BONS FLUIDOS Publicado sábado 16 maio, 2020

O país assumiu compromisso em 2018 de plantar 10 bilhões de árvores para conter o efeito estufa
Em 2018, o país assumiu compromisso de plantar 10 bilhões de árvores para conter o efeito estufa - PxHere

O governo do Paquistão contratou cerca de 10 mil pessoas, até então desempregadas, para trabalhar no plantio de mudas que estruturarão novas florestas no país.

A ação faz parte de um plano lançando em 2018 pelo primeiro-ministro, Imran Khan, e que tem como objetivo plantar 10 bilhões de árvores em cinco anos, medida implementada para conter parte dos efeitos causados pelo aumento do efeito estufa e as consequentes mudanças climáticas.

Os trabalhadores chegam a receber 500 rúpias paquistanesas diariamente pelo serviço, o que pode ser cotado em cerca de US$ 3,00 ou aproximadamente R$ 15,00.

Quando o coronavírus atingiu o Paquistão, o programa precisou ser interrompido por razões obvias. Porém, no início do mês de abril, o primeiro-ministro decidiu voltar com as atividades relacionadas com o projeto, criando ainda mais 63.600 empregos, segundo autoridades do governo. O objetivo é ajudar as famílias financeiramente, além de movimentar a economia durante o isolamento social.

O trabalho dos paquistaneses conta com medidas de segurança contra o vírus, como o uso de máscaras de proteção e a distância mínima de 1 metro entre os cidadãos. Grande parte do trabalho está acontecendo numa área de 15.000 acres (6.000 hectares) de terra perto da capital Islamabad.

Confira o vídeo publicado pelo Fórum Mundial de Economia, no YouTube:

 

Último acesso: 09 Jul 2020 - 14:31:35 (1042741).