inspiracao   / Conquistas

De Itaquera para o Japão! Brasileira se forma de kimono na faculdade número 1 do país asiático

Marina viralizou ao compartilhar foto de sua formatura do mestrado em uma das faculdades mais prestigiadas do Japão

Bons Fluidos Publicado terça 6 abril, 2021

Marina viralizou ao compartilhar foto de sua formatura do mestrado em uma das faculdades mais prestigiadas do Japão
Marina de Melo do Nascimento concluiu o mestrado na Universidade de Tohoku - Facebook/ Marina de Melo do Nascimento

Marina de Melo do Nascimento não esperava que viraria um dos assuntos mais comentados na mídia brasileira e que receberia a admiração de milhões de internautas após publicar uma foto de sua formatura no mestrado.

A acadêmica, que acabou concluir o curso de mestrado, compartilhou uma foto de kimono e cabelo afro e acordou com milhares de likes e compartilhamentos nas redes sociais. "De Itaquera pra atual universidade número um do Japão! Me formando de kimono e afro", escreveu ela na legenda da foto. 

+ VEJA TAMBÉM: Médica canta e toca violão para pacientes com Covid-19 em ala da UTI em São Paulo; assista ao vídeo

A brasileira de 29 anos mostrou que, embora exista um enorme contraste entre a cultura brasileira e a japonesa, ela conseguiu conquistar um diploma de mestrado na Universidade de Tohoku, localizada em Sendai, uma das faculdades mais prestigiadas e antigas do Japão. 

Em entrevista à BBC Brasil, ela contou que nasceu em Itaquera, zona lesta de São Paulo, e morou em uma casa simples na favela até a vida adulta. Desde a adolescência, ela se interessava pela língua japonesa, mas teve uma inscrição para o curso de idioma negado porque não é descendente de japoneses. Em 2010, ela foi aprovada no vestibular da USP (Universidade de São Paulo) para o curso de letras e não exitou ao escolher o idioma de estudos: japonês. 

+ VEJA TAMBÉM: Em prontuário criativo, médica de Brasília descreve interesses de pacientes com Covid-19

Durante a faculdade, Mari fez um intercâmbio na Universidade de Mie, no Japão. Ao voltar para o Brasil, ela se formou bacharel em letras, com habilitações em português e japonês, e licenciatura em português. Após se casar com um brasileiro que também se formou no mesmo curso que ela na USP, ela se mudou com ele para o Japão e pediu para que um professor a ajudasse a estudar novamente no país asiático. 

O professor a ajudou com uma bolsa de estudos para ser aluna ouvinte. Depois de um semestre como ouvinte, Marina passou no processo seletivo para o mestrado no programa de Estudos Japoneses Contemporâneos da Universidade de Tohoku e em 2020 concluiu os estudos na faculdade prestigiada. 

 


 

Último acesso: 16 Apr 2021 - 08:27:54 (1044695).