inspiracao   / Ousadia nas Olimpíadas de Tóquio

Ao som de ''Baile de Favela'', Rebeca Andrade conquista vaga em três finais nas Olimpíadas de Tóquio

Atleta da ginástica olímpica deu show ao som de funk brasileiro e ficou atrás somente de Simone Biles, melhor ginasta da atualidade

Bons Fluidos Publicado segunda 26 julho, 2021

Atleta da ginástica olímpica deu show ao som de funk brasileiro e ficou atrás somente de Simone Biles, melhor ginasta da atualidade
Atleta brasileira chamou atenção nas olimpíadas e se classificou para nova etapa - Instagram/ Rebeca Andrade/ Foto: Ricardo Bufolin

Rebeca Andrade levou seu talento e o funk brasileiro para os tablados da ginástica olímpica nas Olimpíadas de Tóquio, no Japão, e se destacou entre as atletas da categoria neste domingo, 25. 

A atleta ficou atrás apenas da estrela norte-americana Simone Biles com apresentações impecáveis no solo, no salto e no individual geral e deu um show ao som de "Baile de Favela", de MC João. A música, familiar para muitos brasileiros, ritmou os saltos de alto desempenho de Rebeca e fez muitos brasileiros vibrarem. 

+++ Fez história! Com apenas 13 anos, Rayssa Leal se torna a medalhista olímpica mais jovem do Brasil

+++ Tóquio 2020: Conheça a história de Naomi Osaka, tenista japonesa que acendeu a pira olímpica

A apresentação ousada da atleta garantiu além de destaque, vaga para três finais da ginástica olímpica, tornando ela uma das favoritas a garantir medalha para o país nos jogos. 

SUPERAÇÃO

Rebeca Andrade tem uma longa história na ginástica e, aos 22 anos, já passou por três cirurgias no joelho. A atleta, de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, foi exemplo de superação após se recuperar das cirurgias e ainda garantir vaga em três finais individuais. 

Assista ao trecho da apresentação:

 

 

 

Último acesso: 02 Dec 2021 - 01:37:14 (1045421).