gravidez   / Corpo e mente preparados!

Mente e corpo preparados para a gestação: acupuntura trata ansiedade de pacientes em tratamento de fertilidade

"Quando a mente pode engravidar, o corpo segue o mesmo caminho", garante Dr Matheus Roque, especialista em reprodução humana

BONS FLUIDOS Publicado terça 6 abril, 2021

O emocional equilibrado influencia muito nas mulheres que estão trabalhando a fertilidade - Freepik

Tentar engravidar e não conseguir no momento desejado pode ser tornar o pesadelo de muitas mulheres. Quem passou por isso, entende as dificuldades de navegar em um mar de incertezas.

Pensamentos, emoções e comportamentos negativos podem levar ao aumento da ansiedade e depressão, dificultando a caminhada para a maternidade.

Mulheres são multitarefadas por natureza: elas cuidam do trabalho, da casa, das finanças, mas controlar a mente e emoções é um grande desafio. Lidar com a incerteza de quando a maternidade virá ou se ela realmente virá, torna-se uma tarefa difícil nessa fase.

Mas, felizmente, diversos tipos de terapias com comprovação científica estão disponíveis atualmente e podem ajudar no equilíbrio emocional das futuras mamães. É o que pontua o Dr. Matheus Roque, especialista em reprodução humana: "Todos os pacientes que enfrentam a infertilidade deveriam ter um suporte para os aspectos emocionais envolvidos nesta doença. A infertilidade gera grandes impactos na saúde mental dos pacientes e a adequada avaliação e acompanhamento são fundamentais neste processo".

A Medicina Tradicional Chinesa, através da acupuntura e seus outros pilares (Dietoterapia, Fitoterapia) realiza o tratamento de mulheres com infertilidade através da busca do equilíbrio corpo-mente de cada uma delas. O suporte emocional é tão importante quando o fisiológico e um dos objetivos da Medicina Chinesa é tornar as mulheres mais confiantes e preparadas para enfrentar o tratamento.

O processo de exames e investigação da fertilização in vitro (FIV) foca apenas nos hormônios, trompas uterinas e útero. A abordagem emocional, psicológica e holística para cada casal nem sempre é levada em consideração. "Acreditamos que a mulher deve se conectar ao seu corpo nesse momento através de terapias corpo-mente, como a acupuntura. Quando a mente pode engravidar, o corpo segue o mesmo caminho".

acupuntura para ajudar na fertilidade

ACUPUNTURA E SEUS BENEFÍCIOS NO TRATAMENTO PARA FERTILIDADE

A Sociedade Brasileira de Reprodução Humana indica a acupuntura como terapia complementar no tratamento da infertilidade. De fato, essa terapia milenar é o tratamento paralelo mais procurado pelos casais que realizam fertilização in vitro no mundo todo.

Estudos científicos desde 2002 apontam vários mecanismos da acupuntura que influenciam o ciclo menstrual e a circulação sanguínea uterina, permitindo assim o aumento das taxas de gravidez. Além disso, a acupuntura é uma técnica bem tolerada e deve ser considerada como parte de uma abordagem efetiva no tratamento da infertilidade.

A acupuntura envolve a inserção de agulhas em pontos cutâneos específicos, localizados ao longo dos meridianos (canais de energia), com o objetivo de melhorar o fluxo de Qi (energia vital) através do corpo, estimulando, equilibrando e movimentando essa energia.

A acupuntura equilibra as energias Yin e Yang, harmoniza o funcionamento dos órgãos, fortalece o sistema imunológico, ajusta a circulação de sangue, melhora o estado do endométrio e ajuda a preparar o útero para a implantação do embrião. 

Para as mulheres que buscam a acupuntura para engravidar, de forma natural ou através de FIV, recomendamos sessões semanais, pois sendo uma terapia natural, requer regularidade e reavaliações.

Nos casos de FIV, deve-se idealmente iniciar as sessões de acupuntura entre 2-3 meses antes da FIV, em uma frequência semanal, podendo intensificar as sessões assim que o tratamento iniciar. Para a fase da transferência de embrião, recomendamos um protocolo de acupuntura (Protocolo de Paulus), que pode aumentar em até 15-20% as taxas de gravidez, segundo os estudos científicos.
 
Os principais mecanismos da acupuntura para fertilidade são:
 
1.  Aumento do fluxo de sangue para a região do útero e ovários, melhorando a qualidade dos folículos e a espessura e morfologia do endométrio, facilitando a implantação dos embrião
2.  Diminuição dos efeitos colaterais das medicações utilizadas durante os tratamentos de infertilidade, tais como irritabilidade, ganho de peso, inchaço, dor de cabeça
3.  Redução do estresse e ansiedade, através da liberação de substâncias no cérebro (serotonina, endorfinas)
4.  Modulação hormonal, ajudando a regular os ciclos menstruais

Na Medicina Chinesa, saúde é sinônimo de equilíbrio. Segundo os chineses, somos seres repletos de energia e emoções, por isso qualquer pessoa pode realizar acupuntura e desfrutar dos benefícios dessa medicina milenar.

“Na clinica em que atuo, a acupuntura é uma das terapias mais usada pelas nossas gentantes, pois ela influencia no ciclo menstrual e na circulação sanguínea uterina, aumentando as taxas de gravidez, além de ajudar na liberação de serotonina e endorfina para o cérebro” afirma Dr. Matheus Roque, da clínica Matéria Prime, um dos autores expert em reprodução humana no Brasil e no mundo.


SOBRE DR. MATHEUS ROQUE CRM (113.154)
Um dos maiores médicos especializados em reprodução humana
 
Dr. Matheus Roque é médico especialista em reprodução humana e conhecido mundialmente como uma autoridade da medicina reprodutiva. É vencedor do maior prêmio de reprodução humana do mundo, o Grant for Fertility Innovation (GFI - 2017), além de ser professor, palestrante e autor dos principais artigos científicos sobre o tema utilizados pela medicina. 

Responsável por alavancar a medicina reprodutiva no Brasil, ele foi o médico mais jovem a ser convidado para a plenária principal do congresso europeu European Society of Human Reproduction and Embryology (ESHRE, 2015) – além de também palestrar no congresso americano American Society for Reproductive Medicine (ASRM, 2019), que são considerados os principais eventos do mundo sobre reprodução humana.
Dr. Matheus também já lecionou e atuou em reuniões científicas em países como a China, Emirados Árabes, Tailândia, Arábia Saudita, Peru, Argentina, Espanha, Croácia, Estados Unidos, entre outros. 
Há 10 anos atuando nos avanços dessa área, ele ainda conta em seu currículo com um doutorado em Saúde da Mulher (Área de concentração em Reprodução Humana e Patologia Ginecológica) pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG – 2018), Mestrado em Reprodução Humana pela Universidade Autônoma de Barcelona – Espanha, Fellowship em Reprodução Humana pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM), graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Marília (2003), além de ter o título de especialista em Urologia pela SBU/AMB (2009). Atualmente é membro titular da SBU, SBRA, ASRM e ESHRE.

Veja mais sobre o trabalho do Dr. Matheus Roque:

Último acesso: 16 Apr 2021 - 08:08:31 (1044693).