16 de dezembro - Dia de Santa Adelaide; confira a história e orações para a padroeira das madrastas e viúvas

A Santa também é considerada Patrona das desavenças entre os genros, noras e sogros

REDAÇÃO BONS FLUIDOS Publicado quarta 16 dezembro, 2020

A Santa também é considerada Patrona das desavenças entre os genros, noras e sogros
16 de dezembro - Dia de Santa Adelaide; confira a história e orações para a padroeira das madrastas - Reprodução / Congregação do Santíssimo Sacramento

Santa Adelaide, filha de Rodolfo II de Borgonha, atual França, teve um começo de vida conturbado. Ficou órfã aos seis anos de idade e viúva aos 19, após perder seu esposo, Lotário, rei da Itália, como a história conta, envenenado pelo duque Berengário. A jovem, que se recusou a obedecer às ordens do então duque, foi encarcerada num castelo perto de Garda, uma comuna italiana.

+ VEJA: Proteja-se espiritualmente durante as férias com essa oração poderosa para evitar acidentes das viagens

Maltratada, foi com a ajuda do capelão Martinho que Adelaide conseguiu fugir da prisão e se refugir na Alemanha para pedir o apoio do imperador Oto, responsável não só por devolver-lhe a corte, mas pedir sua mão em casamento. Imperatriz, era amada pelo povo e reconhecida como uma mulher bondosa e piedosa.

Porém, o acaso jogou novamente contra a jovem. Viúva pela segunda vez, seu filho, Oto II, casou-se com a princesa grega Teofânia, que repudiava a influência da sogra no trono e conseguiu fazer com que o herdeiro expulsasse a mãe do reinado com a desculpa de que ela gastava demasiadamente com caridade e doações.

Desapontada, ficou dois anos longe da monarquia junto ao Papa, em Roma. Arrependido, seu filho convidou a mãe a visitá-lo e pediu seu perdão. Com as desculpas aceitas, Adelaide voltou a reinar e a paz voltou à região.

+ VEJA: Ilumine seus caminhos com essas 3 orações para Santa Luzia, grande protetora dos olhos

Após a morte de Oto II, o neto, Oto III ainda não tinha idade suficiente para assumir o trono. Por isso, quem assumiu foi ninguém menos que Teofânia, que pretendia assassinar a sogra. Seu plano deu errado, pois a mesma foi morta quatro semanas depois de assumir o governo, dando a Adelaide o trono da Alemanha novamente. Além disso, trouxe para a corte as outras duas filhas de sua maior inimiga e cuidou das jovens com amor e educação.

Considerada padroeira das vítimas de abuso, das noivas, das imperatrizes e princesas, exilados, dos problemas entre genros e sogros, da maternidade, pais de famílias grandes, madrastas, viúvas, morreu com oitenta e seis anos de idade, no dia 16 de dezembro de 999. Confira as orações para Santa Adelaide:

1ª Oração:

"Faça, Senhor Deus, nosso Pai, que aspiremos incansavelmente ao descanso que nos preparastes em vosso reino. Dai-nos forças e inteligência nesta vida, para suportarmos as agruras que nos rodeiam;  para promovermos o bem e a justiça e servirmos nossos irmãos. Amém."

2ª Oração:

"Lembrai-vos, ó gloriosa Adelaide, fiel serva de Jesus Cristo e Maria Santíssima, que nunca se ouviu dizer que alguns dos que tendo recorrido a vós e implorado vossa proteção tenha sido abandonado. Animados de uma grande confiança, vimos pedir ajuda a vós, que sois consoladora e esperança dos aflitos. Pelo amor que por toda vossa vida dedicastes a Jesus Cristo e a Santíssima Virgem Maria, ajudai-me a conseguir (registra a graça a ser pedida, por três vezes). Protegei nosso trabalho e nossas famílias. Abençoai a todos que honram e invocam o seu nome, para sua glória eterna. Adelaide, bondosa serva de Jesus Cristo, rogai por nós e fazei com que alcancemos a graça para maior glória de Jesus Cristo, nosso pai e redentor. Que assim seja, amém."

Último acesso: 20 Oct 2021 - 13:15:49 (1044010).