comportamento   / Aparência e saúde mental

Síndrome Dismórfica: buscar melhora na aparência é válido, mas desejar a perfeição pode ser um perigo ''até porque ela não existe''

Peles impecáveis pelas redes sociais e modelos com corpos magros são referências de beleza muitas vezes perigosas

Viva Saúde Publicado quinta 23 setembro, 2021

Peles impecáveis pelas redes sociais e modelos com corpos magros são referências de beleza muitas vezes perigosas
Problemas com a própria imagem acarretam em mudanças exageradas - Unsplash/ Taylor Smith

A pressão externa midiática afeta e influencia diariamente - e diretamente - no comportamento social do indivíduo - afinal, a aparência é a primeira coisa que notamos em outra pessoa, atribuindo um juízo de valor. Se comparado a si mesmo, pode desencadear emoções negativas na autoaceitação e no amor-próprio, bem como gerar uma baixa autoestima e a falta de autoconhecimento. 

Cirurgias Plásticas

O sentimento de não estar bem com a própria imagem afeta também a identidade pessoal. Quando nos comparamos uns com os outros, enxergamos defeitos antes nunca encontrados, gerando um grande desconforto - muitas das vezes sanados pela cirurgia plástica. O problema, é quando a busca pelo corpo perfeito se torna um vício o qual o indivíduo, cada vez mais, se submete a vários procedimentos operatórios estéticos em busca da perfeição.

Clique aqui para ler a matéria completa no site da Revista Viva Saúde, parceira da Bons Fluidos.

Último acesso: 22 Oct 2021 - 10:38:53 (1045757).