Quarto Montessori: deixar seu filho dormir no chão pode encorajar independência e criatividade

Conheça o método de disposição de móveis que estimula o desenvolvimento da criança

Bons Fluidos Publicado terça 13 outubro, 2020

Conheça o método de disposição de móveis que estimula o desenvolvimento da criança
Saiba como deve ser um quarto montessoriano - Pexels

Já pensou em deitar-se no chão do seu quarto e tentar imaginar como seria tudo muito difícil se você não tivesse altura suficiente para alcançar os objetos de sua casa? É assim que os bebês se sentem!

Embora muitos de nós sonhe em decorar um quarto de bebê com móveis fofos, berço e armários para armazenar brinquedos, esta é uma ideia funcional apenas para os adultos, no entanto, dificulta a independência da criança. 

Isso porquê, quando o pequeno não tem acesso aos brinquedos dele ou a sua própria cama, ele tem sua independência adquirida de maneira tardia e outros fatores como a criatividade e senso de espaço acabam afetados. 

+ VEJA TAMBÉM: Ajude seu filho, mas não FAÇA a lição de casa por ele! Confira 5 dicas para não atrapalhar o desenvolvimento das crianças

A filosofia de Maria Montessori de estimular a criatividade e a independência aplicava-se não só à sala de aula, mas também ao lar. Ela acreditava na importância de criar um espaço onde tudo estivesse ao alcance da criança, mesmo desde os primeiros meses de vida, daí a ideia de desenhar um quarto Montessori.

Com certeza não estamos falando sobre deixar absolutamente tudo ao alcance das crianças, como objetos que podem oferecer risco à vida do bebê, mas sim, os itens que ele pode manusear quando quiser. 

O que quartos montessorianos têm? 

Quando se trata de configurar um quarto Montessori, você não precisa contratar um designer de interiores. Na verdade, a simplicidade é fundamental e você pode adaptar o quarto para seu filho(a) de acordo com a idade e suas necessidades. 

  • Cama baixa o suficiente para que a criança tenha acesso sozinha;
  • Cores neutras e iluminação quente para sensação de aconchego;
  • Um espelho para que a criança se reconheça;
  • Uma cômoda baixa para que a criança tenha acesso as suas roupas;
  • Tapetes para que a criança brinque com conforto no local;
  • Baús com brinquedos à disposição da criança.

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por DZ Studio Arquitetos (@dzstudioarquitetos) em

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Stefanie|Projetos à Distancia (@criarinteriores) em

Último acesso: 24 Nov 2020 - 06:14:27 (1043598).