Pela primeira vez, Congresso Nacional ganha cores do arco-íris em homenagem ao Dia do Orgulho LGBTI

As cores da bandeira foram projetadas durante a noite deste último domingo, 28 de junho

REDAÇÃO BONS FLUIDOS Publicado segunda 29 junho, 2020

As cores da bandeira foram projetadas durante a noite deste último domingo, 28 de junho
Pela primeira vez, Congresso Nacional ganha cores do arco-íris em homenagem à comunidade LGBT+ - Foto: Roque Sá / Agência Senado

Neste último domingo, 28, a sede do Congresso Nacional, localizado em Brasília, DF, foi iluminado com as cores do arco-íris, as mesmas que dão vida a uma bandeira que vem ganhando cada vez mais força e visibilidade com o passar dos dias.

A homenagem feita em comemoração ao Dia do Orgulho LGBTI, sigla esta que representa, respectivamente, as lésbicas, os gays, bissexuais, travestis, transexuais e pessoas intersex, durou aproximadamente 15 minutos a partir das 20h na noite de ontem.

Esta é a primeira vez que o Congresso ganhou as cores na data em questão. A iniciativa feita pelo grupo Brasília Orgulho, responsável pela organização da parada LGBTI da capital, surpreendeu a mídia brasileira. O parlamentar Fabiano Contarato (Rede-ES) foi o responsável por pedir à Primeira-Secretaria da Casa do Senado que autorizasse o ato.

Em sua conta no Twitter, Contarato  escreveu: "Ver o arco-íris projetado no Congresso Nacional é, simbolicamente, avançar em um espaço que tem negado direitos de cidadania plena a nós, LGBTI+. Nenhuma lei federal foi aprovada por este Congresso Nacional. Tudo o que obtivemos veio de lutas e conquistas no Judiciário! Mas precisamos das leis federais e nisso a visibilidade é um importante caminho. As pessoas têm que entender que orientação sexual não define caráter".

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), também fez questão de comentar sobre a projeção em sua conta na mesma rede social: "No Dia Internacional do Orgulho LGBTI, o Senado Federal projetará as cores do arco-íris na sede do Parlamento, a partir das 20h. Em uma sociedade plural, não pode haver espaço para preconceito. O Congresso Nacional respeita a diversidade."

Vale lembrar que a data em questão celebrada e lembrada mundialmente marca um episódio ocorrido no ano de 1969, em Nova Iorque, Estados Unidos: a revolta de Stonewall. Na ocasião, um grupo de pessoas LGBT se manifestou em oposição a dura repressão policial contra o grupo, que ocorria frequentemente nos bares gays da região. 

Assista ao vídeo compartilhado no canal Gay1, no YouTube:

 

Último acesso: 07 Jul 2020 - 11:58:09 (1042977).