comportamento   / Coronavírus

Idosa de 90 anos é a primeira pessoa a receber a vacina da Covid-19 no Reino Unido após aprovação

A idosa é a primeira pessoa a receber o imunizante após o Reino Unido iniciar a vacinação em massa

Bons Fluidos Publicado terça 8 dezembro, 2020

A idosa é a primeira pessoa a receber o imunizante após o Reino Unido iniciar a vacinação em massa
Idosa completará 91 anos na próxima semana e espera poder passar o natal com a família - Reprodução/ BBC News

O Reino Unido iniciou nesta terça-feira, 08, a vacinação em massa da população britânica após o país aprovar o imunizante criado pela farmacêutica alemã Pfizer com o laboratório BioNTech.

Aos 90 anos, a britânica Margaret Keenan marcou a data ao se tornar a primeira pessoa a receber a única vacina aprovada no mundo ocidental, após o imunizante passar em todas as fases de testes. 

+ VEJA TAMBÉM: Reino Unido é a primeira nação do ocidente a aprovar vacina e planeja iniciar imunização em uma semana

A idosa recebeu a vacina contra a Covid-19 no Hospital Universitário de Coventry, no centro da Inglaterra, e deve receber uma segunda dose em 21 dias. Ela estava em isolamento desde março e agora espera poder passar o natal e ano novo com a família. 

Em entrevista à BBC Internacional, Margaret, que completará 91 anos na próxima semana, disse que se sentiu "privilegiada" e completou dizendo que "recebeu o melhor presente de aniversário antecipado".

Mais de 800 mil doses da vacina alemã já foram distribuídas para cinquenta hospitais do Reino Unido e o país espera também poder aprovar a vacina de Oxford, que se encontra em fases de testes. 

VACINA APROVADA

A agência reguladora do Reino Unido aprovou na última quarta-feira, 02, a vacina da Pfizer contra o novo coronavírus para aplicação em massa na população. O país é o primeiro país do ocidente a liberar o imunizante e pretende iniciar vacinação em uma semana. 

O governo britânico já encomendou 40 milhões de doses da vacina produzida pela farmacêutica alemã em consórcio com o laboratório BioNTech. Segundo estudos, o imunizante garante até 95% de eficácia contra a Covid-19. 

 

Último acesso: 06 Mar 2021 - 13:24:17 (1043956).