Diabos-da-tasmânia voltam à Austrália após 3 mil anos extintos em seu bioma de origem

26 animais foram reintroduzidos em um santuário para salvar a espécie na Austrália continental

Bons Fluidos Publicado sexta 9 outubro, 2020

26 animais foram reintroduzidos em um santuário para salvar a espécie na Austrália continental
Os animais foram reintroduzidos em um santuário na Austrália - Wikimedia Commons/ Weyne McLean

Na tentativa de salvar a espécie, 26 diabos-da-tasmânia foram levados até seu bioma originário, na Austrália, onde estavam extintos há 3 mil anos.

Os animais pequenos e agitados foram reintroduzidos na região continental do país no Santuário em Barrington Tops em um espaço de 400 hectares. O objetivo é que os mamíferos  se reproduzam de forma orgânica e deixem de fazer parte da lista de animais extintos no país.

+ VEJA TAMBÉM: Após 12 anos separadas, elefantes protagonizam reencontro emocionante em zoológico na Alemanha

+ VEJA TAMBÉM: Concurso de fotos engraçadas de animais divulga finalistas; veja 10 cliques hilários do Comedy Wildlife Photography Awards 2020

O programa de reinserção destes animais na Austrália começou em 2004 e os mais recentes foram deixados no santuário entre os meses de junho a setembro deste ano. Os diabos-da-tasmânia serão monitorados por câmeras e coleiras especiais que acompanharão o desenvolvimento na espécie no novo habitat.

Diabos-da-tasmânia são carnívoros marsupiais, que pesam cerca de 13 quilos, e embora menores que um cachorro, sua mordida feroz é capaz de esmagar ossos.

Último acesso: 25 Oct 2020 - 05:04:50 (1043589).