comportamento   / Dia das Mães

Dia das Mães: Psicóloga alerta sobre necessidade de se cobrar menos e cuidar da saúde mental

A especialista Marilene Kehdi falou também sobre o papel das mães durante o isolamento social

Redação Bons Fluidos Publicado domingo 10 maio, 2020

A especialista Marilene Kehdi falou também sobre o papel das mães durante o isolamento social
Dia das Mães - Freepik

Cuidar da saúde mental tem uma importância muito grande na vida das mamães.

Este autocuidado proporciona um gerenciamento mais equilibrado das emoções, o aumento da autoestima, a redução do nível de estresse, da autocrítica e da culpa, além de promover o autoconhecimento que possibilitará identificar seus conflitos internos não resolvidos, e de reforçar a capacidade de adaptação e enfrentamento das mais diversas situações.

SAÚDE MENTAL EM PRIMEIRO LUGAR

De acordo com a psicóloga, existe uma cobrança social e principalmente uma cobrança interna da própria mãe, para que dê conta de tudo sozinha: trabalho, casa, filhos e família. Este cenário de constante busca por um desempenho irrepreensível pode levá-la ao esgotamento físico e ao adoecimento psíquico, além de impactar todos os relacionamentos de forma negativa.

“Muitas mães, mesmo sobrecarregadas com a dupla ou tripla jornada, demoram a buscar ajuda especializada, ou relutam até mesmo em verbalizar e expressar seus sentimentos e conflitos a alguém mais próximo delas” comenta Marilene Kehdi, psicóloga. Elas receiam ser julgadas, mal compreendidas, e por isso sofrem caladas, o que pode levá-las à depressão ou outra doença mental, como transtorno de ansiedade generalizada, síndrome do pânico, síndrome de burnout, entre outras.

“Diante de tantas funções e pensando no seu equilíbrio emocional e psicológico, o melhor a fazer é entender e aceitar que não é possível corresponder a tantas expectativas irreais”, explica Marilene Kehdi.

SE COBRE MENOS

Existem várias estratégias que podem ser adotadas para evitar a exaustão, reduzir o sentimento de frustração e até mesmo aumentar a autoestima:

- compartilhar e dividir as tarefas

- organizar uma rotina menos estressante

- redefinir as prioridades

- abrir mão do perfeccionismo

- reservar um tempo exclusivo para extravasar todo o estresse com atividades que proporcionem bem-estar e relaxamento (hobbies, exercícios físicos, atividades artesanais, cursos online, etc.).

“Busque algo que realmente tenha vontade de fazer”, ressalta Marilene.

PENSE EM VOCÊ TAMBÉM!

Organizar a rotina de modo que se reserve um tempo para sua privacidade, para atender às suas necessidades pessoais traz muitos benefícios para a saúde mental. Estresse, ansiedade, alterações do humor, sintomas psicossomáticos, culpa, frustração, e outras emoções e sentimentos emergem no dia-a-dia da grande maioria das mães. Muitas mulheres experimentam um profundo sentimento de culpa por avaliarem que não estão presentes o suficiente na vida dos filhos, mesmo sabendo que esta relativa ausência é decorrente e justificada pela carreira profissional ou pelos estudos, pois muitas estão concluindo graduação, pós-graduação, doutorado. Essa culpa precisa ser trabalhada, elaborada, ressignificada para não causar maiores conflitos internos.

O importante na questão com os filhos é que o tempo reservado para eles seja de qualidade, de afeto e de muito diálogo, pois muitos conflitos entre pais e filhos são decorrentes da ausência do diálogo. Então é preciso aproveitar o tempo com eles, oferecendo o seu melhor, o que amenizará muito esta culpa.

PAPEL DE MÃE NO ISOLAMENTO SOCIAL

Com o isolamento social (a quarentena), as crianças e os adolescentes ficaram entediados, irritados, houve um aumento da insegurança e do nível de estresse, surgiram problemas de sono e de alimentação, e as mães precisam da ajuda dos pais no gerenciamento dessas emoções.

Segundo a psicóloga, neste dia das mães, é importante refletir sobre como você está conduzindo e desempenhando seus papéis, se estes estão proporcionando saúde mental ou estão adoecendo-a. Quando uma mãe está bem emocional e psicologicamente, todos ao redor vão compartilhar deste bem-estar.

A mulher é o pilar da família, mas isto não significa que precise conduzir tudo sozinha. E a hora de refletir sobre isso e mudar algum padrão de comportamento é agora.

Último acesso: 12 Jul 2020 - 08:39:29 (1042697).