Conhecida como "janela de vinho", Itália volta a usar solução encontrada durante a Peste Negra em tempos de coronavírus

A Wine Window Association foi a responsável por reviver esta cultura; confira

REDAÇÃO BONS FLUIDOS Publicado sexta 7 agosto, 2020

A Wine Window Association foi a responsável por reviver esta cultura; confira
Conhecida como "janela de vinho", Itália volta a usar solução encontrada durante a Peste Negra em tempos de coronavírus - Reprodução / Instagram / Associazione Buchette del Vino

Sair para encontrar os amigos e tomar alguns bons drinks é tradição em muitos países. Quem aí ficou ou está com saudade de encontrar as pessoas queridas para beber um vinho, por exemplo?

Em decorrência da pandemia do coronavírus, muitos estabelecimentos como bares e restaurante tiveram que fechar suas portas, ou se adaptar as recomendações dos órgãos de saúde para evitar a contaminação e disseminação da doença.

+ VEJA: Venda de vinhos cresce durante a quarentena; veja 5 dicas valiosas para escolher o melhor vinho

Pensando nisso, a Wine Window Association, localizada na região da Toscana, Itália, encontrou, ou melhor, reviveu uma solução usada na Europa por volta do ano 1300, durante a pandemia da Peste Negra, a mais devastadora registada na história humana.

A ideia conhecida como "buchette del vino", ou "janela de vinho", permite que o consumo da bebida pelas ruas aconteça. Consiste em escotilhas, ou pequenas janelas, de tamanho pequeno, esculpidas nas paredes de concreto de vinícolas e lojas, na qual os comerciantes de bebidas podem servir o vinho, ou qualquer outra bebida, a uma distância segura dos clientes.

+ VEJA: Delicioso e saudável! Veja 8 motivos para beber uma taça de vinho todos os dias

A assessoria da Wine Window Association declarou em nota publicada no site oficial: "Todo mundo ficou confinado em casa por dois meses e, em seguida, o governo permitiu uma reabertura gradual [...] Durante esse período, alguns proprietários de vidraçarias florentinas voltaram ao tempo e estão usando as janelas para distribuir copos de vinho, xícaras de café, bebidas, sanduíches e sorvetes - todos livres de germes e sem contato!".

Segundo o presidente da Associação, Matteo Faglia, para o site Inside, já existem hoje mais de 150 escotilhas funcionando espalhadas pelo país.

Último acesso: 19 Sep 2020 - 11:18:20 (1043209).