Cientistas corrigem distorções e propõem novo mapa-múndi; veja

Mapa-múndi mais popular e utilizado em todo o mundo foi proposto em 1569 pelo geógrafo Gerardus Mercator

Bons Fluidos Publicado terça 30 março, 2021

Mapa-múndi mais popular e utilizado em todo o mundo foi proposto em 1569 pelo geógrafo Gerardus Mercator
Cientistas propõem novo mapa-múndi para corrigir distorções - Pexels

Físicos das universidades de Princeton e Drexel, nos Estados Unidos, estão propondo um novo mapa-múndi com algumas correções e mudanças sem vieses eurocentristas. Isso porquê o mapa-múndi mais utilizado atualmente foi proposto em 1569 pelo geógrafo e matemático belga Gerardus Mercator com intenções mercantis e mesmo 450 anos depois, ele ainda é o mapa mais estudado embora possua distorções. 

Para entender o motivo das distorções é importante relembrar que as navegações e o colonialismo impulsionaram a criação de mapas para que os navegadores pudessem se localizar no planeta para chegar em seus locais de destino. O único objetivo deste mapa era facilitar a vida dos europeus para que eles pudessem explorar novas regiões com intenções mercantis, no entanto, este pensamento causou distorções no mapa - não é à toa que a Europa está localizada no centro da Terra enquanto Austrália, Groenlândia e os Polos, que são gigantescos, estão menores no mapa-múndi de Mercator. 

+ VEJA TAMBÉM: Primeira 'Superlua' de 2021 chama a atenção no céu de Brasília; confira imagens de internautas

Agora, uma reformulação de como os mapas podem funcionar resultou no mapa plano mais preciso já feito, de um trio de especialistas em mapas: J. Richard Gott, um professor emérito de astrofísica em Princeton e criador de um mapa logarítmico do universo; Robert Vanderbei, professor de pesquisa operacional e engenharia financeira que criou o mapa de resultados eleitorais “América Púrpura”; e David Goldberg, professor de física na Drexel University.

Baseando-se em cálculos matemáticos, estes três cientistas propuseram um novo mapa redondo com dois lados, como um disco fonográfico ou LP de vinil. Para entender melhor, é possível visualizar o método dos cientistas da seguinte forma: eles cortaram o planeta ao meio como uma laranja. Em seguida, esmagaram os pedaços até ficarem achatados, gerando dois discos. 

Cientistas corrigem distorções e propõem novo mapa-múndi
Princeton University/ Map by J. Richard Gott, Robert Vanderbei and David Goldberg

Último acesso: 16 Apr 2021 - 08:32:55 (1044638).