comportamento   / Truques de mestre

Atualize seu currículo: confira os 6 erros mais cometidos e saiba como evitá-los; É hora de se destacar nas seletivas!

Especialista em recolocação Carolina Martins ensina como ter um currículo campeão

Redação Bons Fluidos Publicado segunda 8 junho, 2020

Especialista em recolocação Carolina Martins ensina como ter um currículo campeão
Saiba como atualizar o currículo para passar uma imagem boa ao recrutador - Pixabay

O currículo é a porta de abertura para conseguir uma entrevista ou uma reunião para fechar aquele job, mas alguns erros podem diminuir as suas chances de ter sucesso nessa empreitada.

E, principalmente, em meio ao momento tão complicado que todos nós estamos enfrentando pela pandemia do coronavírus, não ir bem em uma seletiva não é algo que desejamos, né?

Por isso, conversamos com a especialista em recolocação Carolina Martins, que listou quais são erros mais comuns que os recrutadores encontram nos currículos e como evitá-los. 

+ VEJA TAMBÉM: Pense positivo: você consegue! Especialista dá 5 dicas para se sair bem em uma entrevista de emprego

Confira:

Colocar dados pessoais: Essa dica é uma questão de segurança para o candidato e que muitos ignoram. Cuidado com o excesso de dados pessoais como número de documentos, nome dos pais e endereço. O recrutador não precisa dessas informações para selecionar o seu currículo, aliás, elas só serão pedidas quando você já estiver sendo contratado, para o registro da empresa. Por isso, cuidado ao enviar seu currículo para sites desconhecidos. 

Informações e design em excesso: Quanto mais simples o documento, melhor. Trabalhar com várias cores, fontes diferentes, imagens e outros artifícios não são recomendados, desviam a atenção do recrutador, principalmente se ele tiver que imprimir o documento. Se você for de alguma área criativa, deixe o link do seu portfólio – mas não transforme o currículo em um. 

Excesso de informações: Do mesmo modo que você não precisa colocar toda a sua vida no currículo. É necessário que ele esteja alinhado à vaga, ou seja, que dê prioridade às formações e experiências que sejam competentes com o que a vaga está pedindo. Segundo uma pesquisa, o tempo médio que os recrutadores analisam um currículo é de 6 a 30 segundos, ou seja, quando menos objetivo ele for, maiores as chances de ele ser descartado rapidamente. 

Não mostrar seus resultados: A maioria só lista atividades que desempenhou nos empregos anteriores e se fizer isso também, não irá se diferenciar. Destaque as conquistas que farão os olhos do recrutador brilhar e que tenha sinergia com o que buscam para a vaga: 

Usar um currículo universal: Outro erro comum é usar um mesmo currículo, para aplicar à todas as vagas. Você não precisa fazer um novo, entretanto, é importante ir adaptando para a vaga do momento, ressaltando o que mais faz sentido nas suas experiências para aquilo que estão procurando. O recrutador precisa ver que você tem o que ele precisa. 

Não usar as palavras chaves: O descritivo da vaga sempre traz palavras-chaves daquilo que a empresa está buscando para a vaga. Você precisa identificar quais são elas e destacar isso no seu currículo. Dificilmente o analisador irá ler o documento todo, fará um escaneamento de algumas palavras e se não se deparar com nenhuma daquilo que está buscando, suas chances diminuem. Além disso, algumas empresas e cada vez mais isso ocorrerá no futuro, fazem uso de inteligência artificial para selecionar os currículos para entrevistas e se não tiver nenhuma conexão do seu documento com o que foi programado para a busca, dificilmente você será selecionado. 
 

Último acesso: 29 Nov 2021 - 17:23:49 (1042848).