comportamento   / Coronavírus

Anvisa estabelece regras mais rígidas sobre o uso de máscara de proteção em aeroportos

Anvisa endureceu regras para evitar aumento de casos de Covid-19 no país

Bons Fluidos Publicado sexta 12 março, 2021

Anvisa endureceu regras para evitar aumento de casos de Covid-19 no país
Anvisa endureceu regras em aeroportos para evitar a Covid-19 - Pexels

Diante da fase mais crítica do coronavírus no Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta quinta-feira, 11, regras mais rigorosas em relação à máscara de proteção em aeroportos pelo país como uma medida para frear os números de contaminações. 

A Diretoria Colegiada do órgão vinculado ao Ministério da Saúde proibiu o uso de protetores alternativos como bandanas, lenços e protetores faciais do tipo "face shield", assim como máscaras de acrílico ou de plástico transparente e as com válvula de expiração dos tipos N95 ou PFF2. Qualquer máscara que possua aberturas que possibilitem a saída e entrada de gotículas estão proibidas em aeroportos e dentro das aeronaves. 

+ VEJA TAMBÉM: OMS não aconselha o uso de máscaras de proteção com válvula e atualiza orientações

As máscaras de proteção com válvula foram desaconselhadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no final do ano passado. De acordo com testes, estas proteções são inadequadas porque permitem que o ar não filtrado escape, viabilizando a transmissão da doença para outras pessoas. Também está proibido ficar sem máscaras, exceto durante a alimentação. 

A atualização das regras para aeroportos e aeronaves faz parte da tentativa de diminuir os números que não param de crescer no Brasil, enquanto a vacinação permanece a ritmo lento ao contrário de outros países pelo mundo. Nesta terça-feira, 10, o Brasil bateu recorde de mortos pela Covid-19 com 2.286 mortes em 24 horas.

Último acesso: 02 Dec 2021 - 01:32:23 (1044540).