Alergia emocional: entenda como a somatização de emoções interfere na saúde do nosso corpo

Uma médica e uma psicóloga explicaram como emoções ruins prejudicam nosso organismo

Bons Fluidos Publicado quinta 9 julho, 2020

Uma médica e uma psicóloga explicaram como emoções ruins prejudicam nosso organismo
Alergias emocionais existem e precisam ser tratadas - Freepik

A Alergia Emocional foi um dos assuntos mais comentados na web nas últimas semanas depois que a influenciadora Mayra Cardi relatou ter apresentado sintomas da doença após passar por um momento estressante em sua vida pessoal.

O assunto, até então pouco comentado, gerou curiosidade em quem nunca imaginou que a somatização de sentimentos ruins poderia desencadear a manifestação de doenças crônicas como alergias tópicas, como foi o caso de Mayra. 

Em entrevista ao canal no YouTube Saúde da Infância, a médica e diretora do Serviço de Alergia e Imunologia do Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo (HSPE-SP)  Fátima Rodrigues Fernandes, falou sobre os principais fatores que desencadeiam a alergia. 

No vídeo, ela contou que o fator genético pode ser um dos causadores da alergia, fatores ambientais também podem desencadear o problema e destacou o terceiro fator, sendo a situação emocional um dos motivos capazes de desencadear crises ou então agravar alergias de pele como dermatite e urticárias. 

+ VEJA TAMBÉM: No que consiste a Fome Emocional? Psicóloga fala sobre relação entre frustrações e aumento de peso

"Em situações de adversidade, angústia, tristeza, os pacientes que possuem doenças alérgicas, podem piorar seus sintomas", destacou.

Segundo ela, muitos casos de crises alérgicas são o resultado da somatização de emoções ruins e recomendou, no caso de crianças, que a família ofereça um ambiente acolhedor e estimule a autoestima para evitar a manifestação dessas crises alérgicas. 

A psicóloga clínica e especialista em medicina comportamental Sandra Almeida, disse em entrevista ao programa Vida Melhor como os problemas emocionais interferem no sistema imunológico e quais medidas são recomendadas para evitar o problema. 

"A medicina reconheceu que [as alergias emocionais] são doenças psicossomáticas, ou seja, quando eu não consigo elaborar mentalmente, eu vou canalizar esse mal-estar para o corpo. E cada pessoa somatiza de um jeito", destacou. 

As alergias são doenças crônicas e não possuem tratamento ou cura, por isso, ela recomendou a psicoterapia como uma alternativa para o tratamento das alergias emocionais. O acompanhamento psicológico trata o mal pela raiz e colabora para uma mente mais sadia. 
 

Último acesso: 09 Aug 2020 - 09:11:54 (1043032).