8 atitudes poderosas para uma comunicação de amor com os filhos

A pedagoga Sara Braga listou dicas para melhorar a relação com os filhos

Bons Fluidos Publicado sexta 3 setembro, 2021

A pedagoga Sara Braga listou dicas para melhorar a relação com os filhos
Veja dicas para construir uma relação saudável com seus filhos - Unsplash/ Bruno Nascimento

Comunicação: a perfeita linguagem do amor. Apesar de alimentar a capacidade de pais e filhos resolverem as adversidades impostas pelo convívio e educação familiar, é preciso bases palpáveis para que ela realmente seja eficiente.

Segundo a pedagoga e autora do livro Educar, amar e dar limites, Sara Braga, é com a comunicação baseada no amor que as famílias desenvolvem um novo estilo de vila, aprimoram o diálogo e fortalecem suas conexões.

Diminuir o ritmo, abraçar, ter e ensinar empatia, validar os esforços, perdoar, surpreender, dar atenção e profetizar um caminho de sucesso é a direção certa para uma comunicação de amor eficaz com os filhos, conforme explica Sara. Confira: 

+++ Bebês prematuros podem sentir menos dor ao ouvir voz da mãe, revela estudo

1.    VO

Estar em VO significa entrar em velocidade zero. É olhar fixamente nos olhos do outro, respirar com ele e enxergar aquilo que as palavras deixam a desejar. É um momento em que você consegue ter acesso aos reais sentimentos e emoções do outro. Como dizem, os olhos são a porta da alma. 

2.    Abraço

Parece algo simples, mas quem não gostaria de receber um abraço dos pais? Hoje, já existem pesquisas que demonstram o efeito bioquímico gerado pelo abraço. Este simples gesto produz ocitocina que produz bons sentimentos como confiança, cuidado, segurança e empatia, promovendo bem-estar físico e emocional.

3.    Empatia 

A empatia funciona como uma espécie de “liga social”, que leva as pessoas a se sentirem conectadas umas às outras. Ela é essencial para o desenvolvimento de habilidades interpessoais porque é capaz de melhorar a qualidade das relações e auxiliar na proteção de problemas emocionais e comportamentais durante a infância. Para ensinar empatia aos filhos, é possível ler histórias, escutar músicas e fazer atividades lúdicas que estimulem essa habilidade.

+++ "Saí da maternidade, e agora?": Saiba como ajustar sua rotina com o bebê para que todos durmam bem em casa

4.    Validação 

Validar é reconhecer que os sentimentos e as atitudes de uma pessoa merecem ser elogiados, respeitados e valorizados. É identificar algo de valor em alguém, por mais simples que seja. Ao ser incentivada a cada pequena conquista, a criança se desenvolverá com uma visão positiva sobre si mesma e se sentirá encorajada para vencer os desafios da vida.

5.    Perdão 

Perdoar é uma habilidade que necessita de treino. O segredo é desculpar quem causou as dores consideradas mais simples. Afinal, o perdão é um processo, não um acontecimento. Quem perdoa se torna vitorioso, pois ganha crenças novas e fortalecedoras, faz bem aos outros e a si mesmo. 

6.    Surpresa de amor

Cada criança tem uma forma de se sentir amada. Ao prestigiá-la, é essencial que pense em como ela gostaria de receber o amor. Quem não gosta de chegar em casa e ver que o almoço do dia é a comida preferida? Ou fazer um passeio para um lugar de que gosta muito? Inúmeras são as possibilidades de surpresa para quem se ama. 

7.    Atenção 

Em situações cotidianas simples, corre-se o risco de negligenciar os cuidados de que os filhos necessitam. É importante ter consciência das necessidades de alimentação, sono, cuidado, segurança e atenção das crianças e adolescentes. 

8.    Profetização

Profetizar é predizer o futuro em tom de fé e otimismo. Se você repete aos filhos “você não sabe de nada”, “deixa eu fazer logo, porque você não via terminar nunca”, eles vão tirar as próprias conclusões, ainda que inconscientemente: “não presto”, “não faço nada direito”. Em contrapartida, se usar as palavras para coisas boas, terá pensamentos felizes e de sucesso sobre eles. A forma como você olhar para o seu filho, assim será.


Sara Braga é mãe, pesquisadora de neuroeducação, pedagoga há mais de 20 anos pela Universidade Federal do Ceará e escritora da obra Educar, amar e dar limites, pela Editora Gente. 

Último acesso: 22 Oct 2021 - 09:13:55 (1045664).