colunas   / SAI PRA LÁ, INSÔNIA

''O grande problema é que queremos tratar a insônia e não a pessoa insone, e aí que está a diferença''

Na coluna desta semana, Jamar Tejada fala sobre os benefícios da homeopatia para a insônia e sobre como o estilo de vida pode influenciar nas noites bem dormidas

JAMAR TEJADA Publicado quarta 2 setembro, 2020

Na coluna desta semana, Jamar Tejada fala sobre os benefícios da homeopatia para a insônia e sobre como o estilo de vida pode influenciar nas noites bem dormidas
Quem precisa mudar? A insônia ou a pessoa que sofre com ela? - Freepik

Noite passada fui pra cama nada bem acompanhado, levei comigo a ansiedade de todo início de mês, a preocupação com o pagamento dos salários dos meus funcionários, o aluguel, as reclamações de saúde dos meus pacientes, o “bolinho” de contas a pagar que me aguardam na mesa do escritório, a entrevista que darei essa semana na TV que não tive tempo de revisar o assunto, a queda da bolsa de ontem e com ela meu suado dinheirinho, o medo de perder minha cachorra que está com câncer, a cirurgia enorme que a coitadinha vai passar, a irritação de não ter ido à academia, o tempo que não tenho tido ultimamente sequer para fazer mercado, o que me levou a dormir com fome e toda minha agenda do dia que se inicia daqui à pouco, às 7h dando entrevista pra rádio, às 9h num cartório da outro lado da cidade, e às 10h  reunião com representante da indústria farmacêutica. Não esquecendo que hoje às 8h é o prazo máximo pra entregar esse artigo que agora, exatos 4:20 da manhã se inicia! Juro que não é estorinha, é a mais pura verdade, estou acordado desde às 3h e não poderia escrever outro assunto que fosse mais pertinente: a maldita insônia.

Mas será que tudo é culpa dela? Exageramos na dose, levamos  todo o peso do dia pra cama e como se não bastasse, ainda assistimos TV falando sobre assassinato, estupro, caos na economia mundial, miséria, sem falar no nosso queridíssimo e insistente Covid... E você ainda espera, depois de todo esse bombardeio, ter um sono tranquilo e reparador! Vai sonhando! Ops! Vá acordando!

Muitas criaturas que me acompanham devem estar lendo esse artigo e pensando: Mas ele tem insônia? É claro que tenho! Sou humano e por mais que conheça todos os métodos pra evitá-la, não adianta! A infeliz chega e o pior é que sabemos exatamente quando e o porquê dela chegar e na grande maioria das vezes se não é por um motivo bioquímico, um desajuste nas suas funções biológicas, é por um desajuste na sua vida, ou pela maneira como você se porta mediante ela. 

O grande problema é que queremos tratar a insônia e não a pessoa insone e aí está a grande diferença. 

A mudança de hábitos antigos e repetitivos e, principalmente, sua forma de enxergar e lidar com os problemas é a chave para melhora não só do sono, mas de toda sua vida! Óbvio que não é tarefa simples, mas a homeopatia pode te ajudar nessa mudança, já que a proposta dessa ciência é reestabelecer o equilíbrio energético, atuando na energia vital da criatura.

Mas o que seria a “energia vital’?  

É como se fosse uma espécie de força organizadora que ajuda a manter os vários tipos de organismos em estado mais saudável, mais equilibrado, que quando perturbado, pode ser a primeira etapa da doença ou do mal que nos aflige. Podemos dizer que é a  força que mantém nossa saúde em dia.

Sabemos que cada criatura tem sua própria maneira de sentir insônia, uns ficam revirando na cama com a cabeça a mil, outros ficam irritados, outros bem despertos, outros sonolentos, outros com dor de cabeça, cada um a  sente de um jeito diferente, assim como o motivo que a levou. A homeopatia leva isso em consideração, mesmo que o nome da doença seja o mesmo, nos detalhes, cada sintoma é diferente em cada criatura.

Percebo que a grande maioria das pessoas quando trata a insônia com medicamentos alopáticos e diz ter acabado com o problema, na verdade não acabou, apenas suprimiu a gravidade e ela acontece novamente a qualquer momento. Se um tratamento não leva em consideração a totalidade dos problemas e sintomas e seu modo único de viver, ele não será positivo.

Também não pretendo aqui dizer que a homeopatia é a “salvação da lavoura”, mas pretendo abrir seu leque de opções de tratamento com uma ciência que vem sido praticada desde 1800 e que não tem efeitos tóxicos como os alopáticos. Mas, sim, sinto em lhe informar que a homeopatia, se prescrita de forma errônea e/ou dosagem errada, pode ter efeitos colaterais, reações adversas como uma resposta alérgica por exemplo. Mesmo assim, muito menos arriscados que os tradicionais medicamentos tarja preta, infelizmente, tão prescritos ainda mais nesse momento de medo e insegurança que estamos passando de pandemia.

O que percebo no meu dia a dia de prática clínica é que as criaturas buscam esse tipo de medicamentos, controlados, para mascarar uma situação de forma rápida, alterando sua energia vital, sua bioquímica interna de forma drástica e radical levando a dependência desse tipo de medicamentos. O que elas não sabem, ou não querem ver, é que esse tipo de medicamento não soluciona o problema, apenas te deixa “grogue” mediante a situação, pois ele vai continuar ali, te esperando, seja qual for: o medo da pandemia, um casamento ou namoro infeliz, um trabalho que não o agrada, seja o que for, o que você pode e deve fazer é mudar sua energia para entender, encarar e enfrentar a situação de frente e por mais difícil que seja, depois de tudo, ter como prêmio a tão sonhada, sua esperada e feliz noite de sono.

Lembre-se, os obstáculos não podem te deter, os problemas não podem te deter, outras pessoas não podem te deter. Somente você pode curar a si mesmo.


Todas as quartas-feiras teremos conteúdos exclusivos sobre métodos naturais para cuidarmos da saúde e do corpo... Daquele jeito que nós amamos!

Fiquem de olho!

Instagram: @Tejard

Último acesso: 21 Sep 2020 - 03:19:36 (1043358).