Testeira
  coluna-jamar-tejada   / Boldo e seus benefícios

Ressaca e boldo, quem nunca? Entenda por que essa é a planta mais popular quando o assunto é 'socorro ao fígado'

Jamar Tejada ensina benefícios do boldo e explica o porquê de a planta ser tão recomendada para curar ressacas

JAMAR TEJADA Publicado quarta 5 janeiro, 2022

Jamar Tejada ensina benefícios do boldo e explica o porquê de a planta ser tão recomendada para curar ressacas
Jamar Tejada ensina benefícios do boldo e explica o porquê dele ser tão recomendado para curar ressacas - Reprodução

Estava pensando sobre o que escrever nesse início de ano, como esse artigo poderia ser útil? Não quis escrever sobre virada de ano e nova oportunidade de ir atrás dos nossos sonhos, porque todo mundo deve estar roxo da “surra” de textos de autoajuda no início de ano! Também não poderia escrever sobre plantas que atraem positividade, porque acredito que positividade não deve ser plantada e, sim, praticada no nosso dia a dia... Se bem que depois do peso que foram esses dois últimos anos precisaríamos de uma mata Atlântica dentro de casa!

+++ Medo: quebre a frequência vibracional do seu, busque a razão dele e o enfrente

Então, como ajudar? Duvido quem não tenha tido ou não conheça alguém próximo que teve ressaca! Quem nunca? E aí que veio a ideia de escrever sobre a plantinha mais popular quando o assunto é “socorro ao fígado”. Estou falando do famoso Boldo do Chile, ou apenas Boldo para os íntimos!

Benefícios para a saúde: Boldo do Chile x Boldo Brasileiro

As duas espécies de boldo mais conhecidas são o boldo do Chile, conhecido como boldo verdadeiro (Peumus boldus Molina), que pode ser encontrado em farmácias, drogarias, lojas de produtos naturais e até supermercados na forma de folhas secas e em sachês para chás, em alguns desses lugares na forma de cápsulas. Gosto de enfatizar que existem dois tipos de cápsulas, as que são feitas com o pó da planta e as cápsulas de extrato seco. Essa última com teor de medicamento padronizado, o que garante maior qualidade e segurança na dosagem, porém só com receita médica, de nutricionista ou farmacêutico. E a outra espécie é o boldo brasileiro, boldo africano ou falso boldo (Plectranthus barbatus) que é amplamente cultivado e encontrado em jardins no Brasil e o boldo brasileiro, boldo africano ou falso boldo (Plectranthus barbatus) que é amplamente cultivado e encontrado em jardins no Brasil.

+++ Medicina Ortomolecular: medicina integrativa que busca equilíbrio entre corpo, mente e espírito

Mas vamos falar sobre o que nos interessa, a espécie Peumus boldus, uma espécie arbórea e nativa das regiões central e sul do Chile. Suas folhas têm as bordas lisas, são mais alongadas, ásperas, arredondadas do que as das demais espécies e são usadas na medicina popular para tratamento de problemas digestivos e hepáticos. É considerado estimulante de secreções gástricas, facilitando a digestão; antidispéptico (condição na qual o paciente apresenta problemas relacionados à má digestão e alterações na sensibilidade da mucosa do estômago. Geralmente, esta situação está relacionada à presença da bactéria Helicobacter pylori, mas pode acontecer por diversos fatores); colerético  e colagogo (substâncias coleréticas são responsáveis por estimular o fígado na produção da bile, que aumenta a solubilidade do colesterol e da gordura, facilitando sua digestão pelo organismo. A ação colagoga estimula a contração da vesícula biliar, para promover o fluxo da bile para o intestino) e antiespasmódico (inibe a motilidade da musculatura visceral, cujo efeito produzido é o de prevenir a ocorrência de espasmos no estômago, intestino, útero ou bexiga), associado a drogas como a alcachofra, é utilizado em ardores esofágicos e epigástricos, e associações com cáscara sagrada são usadas na constipação, tratamento de cálculos biliares, cistite e colelitíase acompanhada de dor. 

Outro efeito que o torna top 10 na escolha das plantas é sua ação para os tratamentos de perda de peso, isso devido aos flavonoides glicosilados, um dos componentes responsáveis pela ação diurética desta planta, ajudando a diminuir o excesso de líquido corporal.

+++ Egoísmo: até que ponto essa personalidade pode interferir na sua saúde e quais os passos para a mudança

Mas o que confere ao boldo sua fama contra a ressaca?

Sei que a grande maioria dos leitores não gosta desses nomes científicos, mas é bacana saber o nome do fitoquímico principal de cada planta, nem que seja pra impressionar os amigos! Nas suas folhas, encontramos vários fitoquímicos, os ativos da planta, possuindo vários alcalóides, sendo a boldina o principal, representando cerca de 12 a 19% desse conteúdo total de alcalóides.

As folhas apresentam ainda taninos, óleo essencial, flavonóides e glicolipídios. A maioria dos relatos sobre a composição do óleo essencial aponta ascaridol como o principal componente. Essas concentrações variam de acordo com a espécie de boldo e a época do ano. Mas, pensando na maldita ressaca, o acetaldeído que é uma substância produzida pelo fígado após o consumo de bebida alcoólica e que é o principal responsável pelos sintomas de ressaca como boca seca, dor de cabeça e mal estar geral, são melhor excretados com os ativos dessa planta. Além disso, a boldina age como protetor do fígado, ajudando a restabelecer esse órgão. 

Chá de boldo para COVID-19?

Muito ouviu se falar sobre o chá de boldo no combate a infecção do novo coronavírus. No entanto, não existem estudos científicos que comprovem qualquer tipo de ação contra a COVID-19. 

Embora o boldo possua diversos benefícios para a saúde, ele não deve ser usado para tratar a COVID-19, especialmente sem qualquer supervisão por parte de um médico.

+++ Jejum intermitente e dietas restritivas, no que se baseiam? Entenda o conceito da AUTOFAGIA!

Todo mundo pode tomar? Vamos aos fatos, aos estudos que tanto gosto:  

Quanto às interações medicamentosas, já foi descrito o caso de um paciente em tratamento com varfarina, que após o consumo de boldo, apresentou um aumento do efeito anticoagulante. A interação boldo/varfarina foi confirmada, pois a ação anticoagulante do varfarina voltou aos níveis normais com a interrupção da ingestão de boldo e foi intensificada com a readministração de boldo ao paciente.

Grávidas, atenção:

 É interessante observar que os estudos toxicológicos sugerem que o consumo de chá de boldo deve ser feito com moderação e cuidado, principalmente no primeiro trimestre da gravidez e no uso por tempo prolongado, uma vez que há grandes indícios de teratogenia (formação e o desenvolvimento no útero de anomalias que levam a malformações) e hepatotoxicidade. Na realidade, o chá dessa espécie deve ser proibido para gestantes.  

Por isso, o uso da planta deve ser feito com orientação de um médico ou outro profissional de saúde com experiência no uso de plantas medicinais. 

E quanto ao preparo, você prefere infusão ou suco? 

A infusão de boldo pode ser preparada imediatamente antes de ser ingerida e as folhas não devem ser fervidas junto com a água para evitar o sabor amargo.

Como fazer uma boa e benéfica infusão de boldo

Adicionar 1 colher de chá de folhas de boldo picado em 150 mL de água fervente. Deixar descansar por 5 a 10 minutos, coar e tomar morno logo em seguida. A infusão de boldo pode ser tomada de 2 a 3 vezes ao dia antes ou após as refeições. Outra opção é tomar uma xícara antes de dormir para ajudar a digestão após o jantar e ter uma noite de sono tranquilo.

APRENDA A PREPARAR UM SUCO DE BOLDO

Suco de boldo: adicionar 1 colher de chá de folhas de boldo picadas em 1 copo de água gelada e meio copo de suco de limão. Bater no liquidificador, coar e beber em seguida. 

E como sempre: Consuma com moderação! Saúde!


Todas as quartas-feiras temos conteúdos exclusivos sobre métodos naturais para cuidarmos da saúde e do corpo... Daquele jeito que nós amamos!

Instagram: @Tejard

Contato: (11) 3063-1333

Último acesso: 24 Jan 2022 - 02:50:06 (1046447).