Testeira

Dor de garganta e tratamentos caseiros: o que preparar e como?

Os casos de gripe, covid e resfriado estão aumentando e, com eles, a famosa 'dor de garganta' tem incomodado muita gente; na coluna desta semana, Jamar Tejada fala sobre como tratá-la de forma caseira

JAMAR TEJADA Publicado quarta 12 janeiro, 2022

Os casos de gripe, covid e resfriado estão aumentando e, com eles, a famosa 'dor de garganta' tem incomodado muita gente; na coluna desta semana, Jamar Tejada fala sobre como tratá-la de forma caseira
Jamar Tejada comenta: dor de garganta e tratamentos caseiros - Freepik

O ano iniciou já de cabeça para baixo. Não bastasse a variante Ômicron e o H3N2, o clima parece também não estar a nosso favor! Estamos em pleno verão e estou aqui escrevendo esse artigo vestido com moletom. Isso que sou gaúcho acostumado e que prefere o frio, mas confesso que estou com saudade de reclamar do calor!

Com essas variações doidas de temperatura, nosso sistema imune que lute... E que luta! A quantidade de gente doente seja por covid, gripe, sinusite e resfriado não é brincadeira, o que gera a dúvida: Será que estou com Covid?

Independente do mal que tenha te pego, um sintoma é comum a quase todos, estou falando da maldita dor de garganta!

DOR DE GARGANTA: COVID OU GRIPE?

Mas antes que entre em desespero, caso esteja com dor de garganta e ache que tenha contraído a covid, saiba que pode ser um dos sinais de COVID-19 caso acompanhada por outros sintomas como dor de cabeça, dor no corpo, febre alta, tosse seca e persistente, falta de ar e dificuldade para respirar, mas quando a dor de garganta acontece de forma isolada, é mais provável que se trate de uma gripe, resfriado ou mesmo infecção bacteriana.

Primeiramente, precisamos saber quais as causas da dor de garganta, que geralmente ocorre devido a uma amigdalite bacteriana, mas também pode surgir por uma exposição prolongada ou frequente à poluição, fumaça, tempo seco, frio, esforço ou uso excessivo da própria voz ou ainda devido ao refluxo gastroesofágico, consumo exagerado de bebidas alcoólicas ou alergias, infecção por vírus, como no caso de gripes, resfriados.

Garganta inflamada: sintomas

Já os sintomas da garganta inflamada todo mundo sabe, porque todo mundo fica daquele jeito como se tivesse com um bichinho arranhando por dentro, gerando aquele maldito desconforto, tosse seca e irritativa, dor para engolir ou até mesmo para falar, deixando a garganta muito vermelha e inchada. A garganta inflamada ainda pode ocasionar febre baixa, febre alta ocorre se existir infecção por bactérias, ínguas no pescoço e o inconveniente mau hálito.

Para tratar a dor de garganta, às vezes apenas um bom repouso, um gargarejo com água morna e sal ou mesmo um “chá” de limão com mel e gengibre, ou algumas gotas de própolis podem ser a solução, mas quando a dor apertar ou já passaram mais de três dias com os sintomas e a febre persistir, não deixe de procurar um médico para dar início a um tratamento com medicação apropriada ao seu caso.

+++ Ressaca e boldo, quem nunca? Entenda por que essa é a planta mais popular quando o assunto é 'socorro ao fígado'

Geralmente a medicação prescrita pode ser:

- Anti-inflamatórios, como o ibuprofeno ou naproxeno, que diminuem a inflamação, aliviando a dor e facilitando o ato de engolir;

- Analgésicos, como o paracetamol ou a dipirona, que acalmam a sensação de dor e são mais usados quando não existe inflamação visível;

- Antibióticos, como amoxicilina e ácido clavulânico, para quando existe pus e uma infecção causada por bactérias.

Nesse caso, as opções naturais podem entrar como adjuvantes ao tratamento e não como primeira opção, ok?

Mas vamos às opções naturais para garganta inflamada.

OPÇÕES NATURAIS PARA A GARGANTA INFLAMADA

1. Gargarejo com água morna e sal

O sal que ajuda a dissolver muco e secreções que possam estar na garganta causando desconforto, além de ter efeito antibacteriano, que elimina possíveis bactérias que estejam contribuindo para a garganta inflamada.

Para preparar a solução, deve-se adicionar uma colher de sopa de sal em um copo de água morna e misturar bem até dissolver.

Gargareje, pelo menos, 3 vezes com a mistura, cuspindo fora a mistura todas as vezes.

2. Infusão de limão e hortelã com mel e gengibre

O gengibre possui compostos bioativos, como o gingerol e o shogaol, que reduzem a inflamação e eliminam microrganismos que possam causar infecção e agravar a dor. O limão contem em composição em vitamina C e antioxidantes, que lhe conferem ação anti-inflamatória e a hortelã contém uma boa concentração de mentol, um tipo de substância que ajuda a tornar o muco mais fluído e a acalmar a garganta irritada, além das suas propriedades antissépticas e anti-inflamatórias. E o mel, além de adoçar e também ter essas propriedades anti-inflamatórias, ajuda a hidratar os tecidos irritados.

Para fazer a infusão, basta acrescentar a 1 xícara de água fervente, 1 limão fatiado, uma colher de sopa de folhas de hortelã e 1 cm de gengibre, esperando cerca de 15 minutos antes de coar. E por fim, se necessário, adoçar com mel.

Deve ser tomada até três vezes ao dia.

+++ Medo: quebre a frequência vibracional do seu, busque a razão dele e o enfrente

3. Infusão de malva, sálvia ou alteia 

Estas plantas possuem propriedades anti-inflamatórias e lubrificam a garganta, aliviando os sintomas.

Para fazer a infusão, basta adicionar 1 colher de sopa da erva escolhida em 1 xícara de água fervente, deixar repousar por 15 minutos e coar. Confira outros chás que podem ajudar a aliviar a garganta inflamada.

4. Chocolate 70% cacau ou mais com hortelã

Pois é, o chocolate, quando contém 70% de cacau ou mais, possui altas concentrações de flavonoides, substâncias com propriedades anti-inflamatórias. E a manteiga de cacau presente no chocolate ajuda a hidratar a garganta e aliviar a dor.

O ideal é comprar a barra de chocolate sem leite (com 70% de cacau, pelo menos) e, em separado, as hortelãs frescas.

Então, basta picar a hortelã e colocar no chocolate derretido, assim que esfriar chupe como se fosse uma bala, mas por favor, chupe apenas alguns pedacinhos por vez, ok?

5. Gargarejo com vinagre de maçã

Contém níveis altos de acidez que podem eliminar as bactérias e serve para aliviar a dor de garganta.

Basta misturar uma colher de sopa de vinagre de maçã em uma xícara de água morna e gargarejar, você pode também acrescentar ainda uma colher de sopa de sal para melhorar ainda mais a eficácia, apenas dissolva bem.

Gargareje pelo menos 3 vezes com a mistura, cuspindo fora a mistura de cada vez.

O vinagre é ácido e pode acabar causando irritações e alterando o pH da sua garganta, por isso, sempre o utilize diluído em água. Caso não funcione, não insista, pois provavelmente as bactérias ou vírus que estão causando a sua dor de garganta são resistentes e o uso contínuo irá apenas prejudicar ainda mais a garganta.

6. Gargarejo com sal e bicarbonato de sódio

Com pH levemente alcalino, possui propriedades antibacterianas que aliviam irritações e inchaço em sua garganta. Os ingredientes são: uma xícara de água morna, meia colher de chá de sal e meia colher de chá de bicarbonato de sódio. Aqueça a água, misture meia colher de chá de sal e meia colher de chá de bicarbonato e teste a temperatura. Despeje um pouco do líquido na garganta, deixe descansar por um momento e então faça dois gargarejos, um após o outro, cuspa fora o líquido. Repita o procedimento completo três vezes ao dia.

7. Vapor com óleo essencial de hortelã ou eucalipto

O vapor pode aliviar a dor de garganta principalmente quando ela é causada pela desidratação. Ele ajuda a desobstruir as vias nasais, o que facilita a sua respiração. Basta separar uma bacia média, água quente suficiente para enchê-la até a metade, uma tolha de banho e óleo de eucalipto ou hortelã (opcional). Ferva uma panela de água e despeje-a na bacia, depois incline a bacia de modo que você possa inalar totalmente o vapor. Crie uma espécie de “tenda” com a toalha na cabeça para o vapor e inale até achar que as vias estão mais desobstruídas.

8. Infusão de Alho

Apesar de não ser muito procurado, raro quem goste... O alho é mais que um alimento, quase um medicamento! Ele possui um composto sulfurado, que lhe confere o gosto único, conhecido como alicina, que lhe confere ação antimicrobiana, inibindo o crescimento e proliferação de bactérias, vírus e fungos.

O alho ajuda a estimular as funções respiratórias graças às suas propriedades expectorantes e antissépticas que facilitam a respiração. Por isso, pode ser usado para tratar a inflamação de garganta, assim como gripes, tosse, resfriados, ronco, asma, bronquite e outros problemas pulmonares.

Para obter os seus benefícios, deve-se consumir 1 dente de alho fresco por dia. Basta acrescentá-lo às suas receitas. Uma dica para aumentar o seu poder benéfico é picar ou amassar o alho e deixá-lo descansando por 10 minutos antes de usar, pois isso aumenta a quantidade de alicina, a principal responsável pelas suas propriedades.

Porém o consumo excessivo de alho pode causar problemas digestivos, cólicas, gases, vômitos, diarreia, cabeça, dor nos rins e tonturas.

Contraindicação: O consumo de alho cru como remédio natural está contraindicado para recém nascidos, durante a cicatrização de cirurgias e em casos de pressão baixa, dor no estômago, hemorragias e uso de remédios para afinar o sangue.

A infusão deve ser preparada com 1 dente de alho por cada 100 a 200 mL de água. Para isso, deve-se colocar o alho picado e amassado na água fervente e deixar repousar por 5 a 10 minutos. Depois retirar do fogo, coar e deixar esfriar.

Para melhorar o sabor do chá pode ser adicionado à mistura gengibre ralado, umas gotas de limão ou 1 colher de sobremesa de mel.

​​Quanto à alimentação, deve-se dar preferência a alimentos líquidos e pastosos, como sopas, caldos ou purê de frutas, evitar beber alimentos muito gelados ou muito quentes, o que reduz a dor e o desconforto ao engolir.

Como disse, procure seu médico se os sintomas agravarem, espero que melhore logo e que seja apenas uma simples dor de garganta! Fique com Deus e bom tratamento!

Último acesso: 22 Jan 2022 - 21:45:16 (1046502).