Testeira
  coluna-jamar-tejada   / Colágeno funciona?

Colágeno funciona? Saiba os mitos e verdades sobre a ingestão deste suplemento

Na coluna desta semana, Jamar Tejada esclareceu como o colágeno age no corpo humano, sua função e se ele realmente funciona como suplemento ou em cosméticos

JAMAR TEJADA Publicado quarta 7 abril, 2021

Na coluna desta semana, Jamar Tejada esclareceu como o colágeno age no corpo humano, sua função e se ele realmente funciona como suplemento ou em cosméticos
Jamar Tejada esclareceu os mitos e verdade sobre a ingestção de colágeno - Freepik

Colágeno funciona? Com certeza está entre as top 3 perguntas que mais recebo diariamente! Se ajuda? Ajuda! Se melhora? Pode ser que sim, pode ser que não! Tomar colágeno vai fazer você produzir mais? Não! 

Não estou dizendo que o colágeno não tenha seu valor, mas a verdade é que a maioria dos produtos que existem por aí não conseguem replicá-lo, você está jogando fora seu rico dinheirinho! Mas calma, antes de dar fim ao seu estoque, avalie! Quero que realmente entenda sobre esse produto tão famoso, que aparece em quase todos os programas de televisão, sua jornada pelo nosso organismo e como potencializar sua eficiência!

Vamos começar falando sobre o trajeto de uma cápsula de colágeno, ou de qualquer alimento

O processo digestório inicia-se na boca, onde lá já sofrem ação de enzimas, pela saliva. Posteriormente, esta cápsula ou alimento desce em direção ao esôfago estômago, onde os ácidos farão com que o alimento se torne absorvível e, finalmente, o intestino. Todo processo digestório trabalha com objetivo de quebrar os alimentos em estruturas que possam ser absorvidas, interpretadas e digeríveis ao nosso organismo,  quanto menor a partícula, mais fácil será sua absorção.

Quando falamos em colágeno estamos falando sobre proteína e proteínas são um grupo de macronutrientes que tem uma constituição bioquímica de um ou mais polipeptídeos. Toda proteína é formada, estruturalmente, por uma seqüência de aminoácidos.

+++ Fome ou vontade de comer? Saiba identificar a origem da sua fome e os hábitos que ajudam a diminuí-la

Então, todo processo digestório trabalha no sentido de digerir, quebrar os alimentos em estruturas que possam ser absorvidas e, no caso das proteínas, ela precisa ser quebrada em aminoácidos, pois são estas estruturas que são reconhecidas e absorvidas pela parte do intestino responsável por esta seleção, logo o colágeno será quebrado para ser aproveitado seus aminoáciodos, não há como nosso corpo absorver uma estrutura com todo esse tamanho!

O que é colágeno?

O colágeno, derivado da palavra grega Kolla, de cola mesmo, já traduz sua função, é uma proteína composta por 3.000 aminoácidos dispostos em três correntes moleculares entrelaçadas, formando uma espécie de hélice tripla flexível e robusta e é a principal proteína estrutural encontrada nos tecidos conjuntivos dos animais, como a pele, tendões e ossos. Uma sequência repetida de três aminoácidos forma esta estrutura resistente na qual cada terceiro aminoácido é a glicina, um aminoácido pequeno que se encaixa no interior da hélice.

Muitas das restantes posições da cadeia são preenchidas pelos aminoácios prolina e seu derivado, a hidroxiprolina. A hidroxiprolina, que é a parte crítica para a estabilidade do colágeno. Ela é criada modificando aminoácidos prolina normais e após esta etapa, a cadeia de colágeno é construída. O problema é que pra que essa reação ocorra é preciso vitamina C que vem através da dieta, já que nossos corpos não a produzem, para auxiliar na adição de oxigênio. Sem vitamina C, essa reação não completa a produção de hidroxiprolina para a construção de um novo colágeno.

A estrutura e a função do colágeno são determinadas pela sequência dos aminoácidos. Em alguns tecidos, como órgãos, o colágeno pode ter a forma de um gel e quando vem como fibras apertadas para fornecer a resistência formam os tendões. Tudo vai depender de como é formada essa estrutura da hélice. Mais de 20 tipos de colágeno são encontrados no nosso corpo e constituem de 20 a 30 por cento das proteínas totais do nosso organismo. Ele também é necessário para criar o “andaime”, função estrutural que protege outros tecidos menos resistentes e permite a sua conexão com o esqueleto ósseo. É como se o colágeno formasse uma estrutura no qual as células são colocadas, por isso é vital para o desenvolvimento de órgãos, ou seja, ele forma o molde para nosso corpo.

+++ Antioxidante, anti-inflamatório, anti-hipertensivo, antidiabético e antimutagênico: conheça mais sobre o Chá Verde

Mas afinal o colágeno é ou não é aproveitado pelo nosso organismo? 

Como explicado anteriormente, o colágeno diretamente isolado ou adicionado a alimentos, bebidas e cápsulas são digeridos em aminoácidos, absorvidos pelas células no intestino delgado e daí são utilizados para produzir proteínas quaisquer conforme as necessidades do corpo. Estes aminoácidos são utilizados para criar diversos tipos de proteínas humanas, inclusive o colágeno, se assim for a necessidade e estímulo de seu próprio corpo, ou seja, o que vale é o estímulo de seu corpo e não o que você gostaria que acontecesse!

Você não pode tomar uma cápsula de colágeno e esperar que essa cápsula vá diretamente para a pele, esses aminoácidos serão aproveitados onde houver maior necessidade e suas rugas não são uma preocupação vital para a homeostase do seu corpo. Se seu organismo estiver satisfeito com o equilíbrio das funções vitais ele talvez produza colágeno que será aproveitado pela sua pele, mas como eu disse, seu lindo rostinho não é a prioridade, temos que “alimentar” nosso sangue, nossos ossos, nossos músculos e a pele fica lá atrás na prioridade, como a fila da vacina da Covid, primeiro os que precisam mais!

Mas então você deve estar pensando que se ingerir muito colágeno ela vai ter que ir à força para a pele

Engana-se! Infelizmente não basta repor o colágeno para reequilibrar a perda, antes fosse simples assim! A partir dos 25 anos, a produção de colágeno começa a diminuir - perdemos cerca 1% ao ano - as linhas de expressão começam a aparecer, resultando em uma pele mais frágil e flácida, além disso as mulheres produzem menos colágeno do que os homens. Estudos comprovam que no período da menopausa a velocidade de perda dessa proteína é aumentada, chegando a atingir 30% nos primeiros cinco anos.

O colágeno sofre desgaste ao longo do tempo, com a idade e também por ação dos radicais livres, toxinas, exposição solar, álcool e outras drogas, estresse, etc., e tem de ser substituído. A capacidade da pele para substituir o colágeno danificado diminui com a idade de modo que o colágeno se concentra com menor qualidade ao longo do tempo. Imagine ainda se você tiver uma alimentação pobre de aminoácidos, vitaminas, minerais e antioxidantes. Acrescentar  colágeno na sua dieta, seja na forma de capsulas, seja ele hidrolisado ou não,  não significa que você terá mais colágeno na sua pele, aliás o colágeno hidrolisado é um processo de agregação de água ao colágeno animal, chamado de hidrólise, em forma de um pó branco.

+++ Fitoterápicos: você sabe o que são e quais as diferenças entre eles e as plantas medicinais?

A regra é muito simples, para se construir proteínas é necessário uma alimentação equilibrada, pois sem matéria-prima de qualidade não haverá a formação de colágeno. Engana-se se pensa que só ingerindo proteínas formará proteínas, uma dieta baseada fundamentalmente em proteínas de boa qualidade, equilibrada com carboidratos e gorduras, ambos em menor quantidade em relação às proteínas é a base dessa formação. 

Qual a diferença  entre gelatina, colágeno hidrolisado e peptídeos de colágeno?

A gelatina é um colágeno derivado a partir de animais como gado, porco e frango. A maioria das proteínas, quando o colágeno é aquecido, perde toda a sua estrutura. Quando essa massa desnaturada de cadeias emaranhadas esfria, ele absorve toda a água circundante como uma esponja, formando gelatina, que continuará sendo uma cadeia grande, com alto peso molecular.

Tanto o colágeno quanto a gelatina compartilham composições semelhantes de aminoácidos, com a glicina sendo o tipo mais abundante, mas podem diferir ligeiramente dependendo da origem animal e do método usado para extrair a gelatina, sem falar da adição de açúcar, cores artificiais e sabores, que podem interferir significativamente o perfil nutricional.

Na indústria, o colágeno passa por um processo de redução de tamanho chamado hidrólise, resultando no colágeno hidrolisado. Já os peptídeos de colágeno são moléculas de colágeno que já foram hidrolisados e são submetidas a um processo de transformação enzimática, no qual ocorre a quebra em pequenos fragmentos de proteínas de baixo peso molecular chamados de peptídeos, partículas menores e mais facilmente absorvidos pelo corpo. Essa é a grande diferença do colágeno hidrolisado para os peptídeos do colágeno, o tamanho da partícula, quanto menores mais biodisponíveis, melhor absorção.

+++ Fome ou vontade de comer? Saiba identificar a origem da sua fome e os hábitos que ajudam a diminuí-la

E quanto aos cremes e xampús com colágeno?

A idéia de aplicar colágeno em cosméticos e esperar que ele seja absorvido seria linda demais se não fosse absurda. As moléculas de colágeno são simplesmente grandes demais para serem absorvidas pela pele, assim como são grandes demais para serem absorvidas pelo intestino, quando aplicadas sobre a pele não provocam absolutamente nada em termos de ajudar a reprodução do colágeno profundo no tecido corporal. 

E qual a solução? 

Existem nutrientes que ajudam o corpo a sintetizar e a preservar o colágeno por diversos caminhos metabólicos, agindo pelo que chamamos de cofatores, por isso a importância em consumir alimentos ricos em lisina, ômega 3, vitamina A, enxofre, licopeno e vitamina C. 

Como o colágeno está presente em produtos de origem animal, os vegetarianos precisam ser bem cuidadosos com sua dieta. Além dos precursores de colágeno que não podem faltar, a obtenção de lisina é fundamental, já que a prolina é produzida pelo corpo a partir de outros aminoácidos.

Os ovolactovegetarianos não têm problema para obter lisina, pois ovos e laticínios são excelentes fontes do aminoácido. Algumas opções para os veganos, como o seitan, proteína de soja (leite, tofu e carne de soja), ervilha, lentilha, feijões, levedo de cerveja e as oleaginosas.

É claro que por mais que tenhamos uma alimentação que seja considerada equilibrada corremos o risco dessa ser carente de nutrientes, não há como medir a qualidade e quantidade de minerais, vitaminas e todos nutrientes de cada folha de alface que ingerimos, além disso com a correria do a dia a dia é quase impossível ter uma dieta totalmente equilibrada, por isso a suplementação pode sim ser sua aliada, mas isso quando indicada por um profissional capacitado da área, seja um médico, nutricionista ou farmacêutico. Nada substitui uma bom prato de comida! Que venham os anos! Coma a idade com boas risadas e um pouco de vitamina C e E

JAMAR TEJADA


Todas as quartas-feiras temos conteúdos exclusivos sobre métodos naturais para cuidarmos da saúde e do corpo... Daquele jeito que nós amamos!

Instagram: @Tejard

Contato: (11) 3063-1333

ACESSEM OUTROS TEXTOS QUE JÁ FORAM AO AR:

+++ Açúcar e envelhecimento! Entenda a relação e como desacelerar esse processo

+++ A idade chega para todos! 10 regras básicas para desacelerar o envelhecimento

Último acesso: 24 Jul 2021 - 04:01:12 (1044701).