Testeira
  coluna-jamar-tejada   / Ainda tem dica de um suco poderoso no final...

Clorella muito mais que uma alga, um super alimento desintoxicante!

Na coluna desta semana, Jamar Tejada apresenta a Clorella para os leitores e explica o porquê dela ser tão imprescindível para o nosso corpo

JAMAR TEJADA Publicado quarta 27 outubro, 2021

Na coluna desta semana, Jamar Tejada apresenta a Clorella para os leitores e explica o porquê dela ser tão imprescindível para o nosso corpo
Clorella muito mais que uma alga, um super alimento desintoxicante! - Divulgação

Sempre me perguntam quais são os alimentos que todo mundo sempre deveria fazer uso, a resposta vai depender obviamente das necessidades nutricionais e do estilo de vida de cada pessoa, afinal cada organismo é um universo em particular. Mas se eu tivesse que listar apenas 5 itens, com certeza a Clorella estaria nessa lista!

Pois é, a Clorella não é um medicamento, é uma microalga criada em água doce, um alimento rico em clorofila, na verdade a maior fonte de clorofila do mundo, aquele pigmento verde encontrado em plantas, responsável por realizar a fotossíntese que você estudou lá nas aulas de Biologia!  

Essas algas são perfeitas super alimentos integrais, compostos em média por 65% de proteína, 13% de carboidrato, 9% de gordura e 6% de minerais biodisponíveis. Essas microalgas contêm tantos nutrientes concentrados, que chegam a conter todos os elementos necessários para dar sustento à vida na Terra. Elas contêm grandes quantidades de betacaroteno, vitaminas C, E, K e complexo B, sem se esquecer dos minerais:  cálcio, ferro, fósforo, potássio e magnésio.

Também conhecida como Chlorella, ela possui aminoácidos fundamentais, como a isoleucina, lisina, fenilalanina, metionina,treonina, valina e histidina... Dentre eles destaca-se o Triptofano, auxiliar na produção de serotonina, gerando sensação de bem-estar. Adicionalmente têm sido descobertos outros fatores importantes relacionados ao seu consumo.

+++ Espirulina: uma das formas mais primitivas de vida na terra riquíssima em nutrientes

Além disso, fugindo da questão saúde, ela poderia ser utilizada como combustível, contra a poluição de águas por metais etc...

ESTUDOS NO JAPÃO

Por causa de todas suas propriedades nutricionais houve grande interesse na Clorella no período pós-guerra, por parte do Japão que possuía um sério problema naquela época: deficiência em alimento. Em 1951, a Fundação Rockefeller e o governo japonês apoiaram os estudos do Dr. Hiroshi Tamiya no Instituto Biológico Tokugawa. Dr.Tamiya foi um pioneiro no desenvolvendo da tecnologia de crescimento da Clorella em larga escala. Em 1957, a organização, chamada Japão Clorella, fundou um Centro de pesquisa e a maior piscina de Clorella do mundo foi construída. Então, outra organização, Japão Clorella Associações, foi estabelecida com a assistência financeira governamental. O objetivo foi comercializar a Clorella como um alimento. Mas, os planos foram adiados por dois anos porque outro alimento, o arroz, tinha ficado disponível em maior quantidade e a Clorella não poderia competir devido ao seu maior custo. Outro motivo pelo qual a Clorella não poderia ser comercializada como um alimento, era sua baixa digestibilidade, que ainda deveria ser melhorada. O problema de digestibilidade foi resolvido em 1975 quando uma patente descobriu que a quebra de sua parede celular rendia uma digestibilidade de mais de 80%.

CLORELLA É COMPOSTA DA MAIS PURA CLOROFILA

A Chlorella é conhecida cientificamente como “Chlorella pyrenoidosa”, são algas unicelulares de água doce, que pertencem à categoria de células eucarióticas, presentes no planeta há milhões de anos. Curioso é o fato de que o tamanho delas é aproximadamente o mesmo de um eritrócito humano: entre 2 e 8 micrômetros de diâmetro, minúscula, composta em 70% da mais pura clorofila.

+++ Cogumelos: conheça os benefícios anticâncer destes fungos com superpoderes

Existem pelo menos 10 tipos de Chlorella no planeta. A Chlorella pyrenoidosa é a melhor para consumo, pois é a única espécie que contém o Fator de Crescimento (C.G.F), (Chlorella Growth Factor), que possui na sua composição os ácidos nucléicos (DNA e RNA) que promove o crescimento de células e mantém a saúde do organismo. Esse componente é de valor inestimável entre todas outras substâncias ativas na alga, pois estimula a recuperação dos tecidos, protege a integridade das células e melhora a ingestão de nutrientes. Como se não fosse o suficiente, a alga ainda é responsável por auxiliar na redução de peso, pois diminui o apetite, repõe energias e normaliza as funções intestinais. auxilia no tratamento e prevenção de anemia, ajuda na hipertensão, úlceras do estômago, duodeno e gastrites crônicas, ajuda a balancear a bioquímica do sangue.  

Tá bom pra você?

Tem muito mais ainda e aí que vem o porquê da minha escolha.

A Chlorella fortalece o sistema imunológico, protege contra agentes poluentes e tóxicos, promove a desintoxicação orgânica, auxilia no tratamento de doenças degenerativas e estados de desnutrição. Essa desintoxicação ocorre porque a parede celular desta microalga é formada por fibras que tem a função de se ligar as impurezas do nosso organismo, agindo como absorvente de toxinas, essa eliminação é feita através das fezes e urina. O resultado deste processo é o aumento das bactérias benéficas no intestino. Também restabelece a saúde da pele e regula a glicose. É eficaz no tratamento e prevenção de anemia, hipertensão, úlceras, duodeno e gastrites crônicas. Ufa!

E quanto a recomendação de uso? Recomenda-se de 300mg a 1300mg ao dia, mas por não ser um medicamento, sua dosagem depende de uma série de fatores como peso, idade e condições clínicas individuais. Além disso, como todo alimento funcional, os efeitos e benefícios só serão percebidos após certo tempo de uso, que podem variar de semanas até meses, dependendo de cada indivíduo.

Será que você precisa consumir Chlorella?

Mesmo optando por uma alimentação saudável, nossa alimentação está com alta carga de agrotóxicos, ou seja, as toxinas estão presentes no nosso corpo mesmo nos prevenindo. 

Temos contato diariamente com produtos sintéticos, inaladores e problemas no meio ambiente que nos deixam vulnerável à intoxicação alimentar, logo a Clorella além de ajudar nesse processo de desintoxicação, auxilia no processo de nutrição!

Existe alguma contra indicação?

Pessoas alérgicas a frutos do mar devem tomar cuidado ao consumir Chlorella, pois ela pode causar reações adversas devido à presença do iodo. É contraindicada também para mulheres grávidas, lactantes e para crianças menores de 11 anos. Estes grupos de pessoas devem consumir com a prescrição de um profissional habilitado, como médico, farmacêutico ou nutricionista. 

Como consumir Chlorella e onde encontrar?

As formas mais comuns são em cápsulas, comprimidos, tablets ou em pó. Este superalimento pode ser adicionado em receitas como saladas, sucos detox, panquecas ou apenas consumida com água. A Chlorella está disponível em lojas online e física de suplementos e produtos naturais, mas eu prefiro ainda as farmácias de manipulação, pois as mesmas contêm os laudos de certificação do produto que garantem a procedência além de ter certeza que passou por todos os controles de qualidade farmacêutico. 

Por fim anote aí a dica de suco à base de Chlorella do seu farmacêutico que vai te encher de energia, disposição e ainda ajudar a limpar seu organismo 

Anote os ingredientes: 

100ml de suco de laranja ou 2 rodelas de abacaxi; 

2 bananas pratas ou nanica; 

200ml de água de côco; 

4 a 6 cubos de gelo; 

2g de Chlorella; 

Modo de preparar: coloque os ingredientes no liquidificador, bata bem e está pronta para tomar. Serve até duas pessoas.


Todas as quartas-feiras temos conteúdos exclusivos sobre métodos naturais para cuidarmos da saúde e do corpo... Daquele jeito que nós amamos!

Instagram: @Tejard

Contato: (11) 3063-1333

Último acesso: 29 Nov 2021 - 02:24:07 (1045928).