Time de cientistas descobre bilhões de árvores ''escondidas'' no deserto do Saara

Estudo publicado na Revista Nature captou imagens por satélite das árvores que ocupam 1,3 milhão de quilômetros quadrados no noroeste da África

Bons Fluidos Publicado terça 15 dezembro, 2020

Estudo publicado na Revista Nature captou imagens por satélite das árvores que ocupam 1,3 milhão de quilômetros quadrados no noroeste da África
Estudo mostrou que há milhões de árvores no deserto do Saara - Pexels

Uma pesquisa realizada por um grupo internacional de cientistas mostrou que o deserto do Saara não é assim tão deserto como se imagina e que ele 'esconde' algumas centenas de milhões de surpresas em uma área de 1,3 milhão de quilômetros quadrados no noroeste da África. 

O estudo publicado na Revista Nature, uma das mais prestigiadas revistas científicas, mostrou que há milhões de árvores no deserto do Saara, em uma região que atravessa países como Argélia, Mauritânia, Senegal e Mali. 

+ VEJA TAMBÉM: Paquistão paga desempregados para plantarem 10 bilhões de árvores durante a pandemia

Utilizando mecanismos de inteligência artificial e imagens de satélites, os cientistas conseguiram identificar "um número inesperadamente grande de árvores". Cerca de 1,8 bilhão foram registradas. O número é muito maior do que se imaginava. 

"Há em média uma árvore por hectare no hiperárido Saara. Não parece muito, mas acho que é mais do que se poderia imaginar", disse o principal autor do estudo, Martin Brandt em entrevista à BBC Internacional. 

O estudo apontou que as ávores estão reunidas em um espaço similar a uma floresta, no entanto, elas não estão agrupadas, mas sim como árvores solitárias. 

"Elas são fundamentais para a subsistência, fertilizam o solo, proporcionam maior produtividade e fornecem sombra e abrigo para humanos e animais. Geram renda e são fundamentais para a nutrição", destacou Brandt. 

Último acesso: 20 Oct 2021 - 14:38:44 (1044005).