bem-estar   / Alimentação resolve problemas

Dia do Nutricionista: por que é importante ser orientado por um profissional que estuda os alimentos?

A nutricionista e personal trainer Sol Meneghini elencou os principais benefícios de se consultar com esse profissional da saúde

Bons Fluidos Publicado quarta 1 setembro, 2021

A nutricionista e personal trainer Sol Meneghini elencou os principais benefícios de se consultar com esse profissional da saúde
Saiba como funciona uma consulta no nutricionista - Unsplash/ Engin Akyurt

Para quem busca emagrecer ou simplesmente equilibrar sua alimentação, procurar um nutricionista é sempre a melhor opção. Mas, ainda assim, muitas pessoas têm dúvidas de como funciona uma consulta e se questionam se realmente vale a pena marcá-la. Nesta última terça (31), data que marca o Dia do Nutricionista, explicamos a importância deste profissional da saúde.

“O nutricionista estuda os alimentos e o efeito que eles produzem em nosso organismo. De forma resumida, elabora planos alimentares para indivíduos a partir de um diagnóstico nutricional”, resume a nutricionista e personal trainer Sol Meneghini. “Ele pode atuar em diversas áreas: desde a prescrição de dietas para indivíduos até o acompanhamento de atletas profissionais, passando por pesquisa, marketing e muito mais.”

É possível procurar um nutricionista por várias motivações. “Dá para buscar o profissional em todas as fases da vida. Você pode procurar um nutricionista tanto para a perda de peso ou  para a hipertrofia quanto para a perfeita nutrição do corpo. Além disso, cada pessoa tem um objetivo específico, seja por razões estéticas, obesidade, acompanhamento da gravidez e até mesmo para melhorar o desempenho esportivo”, recomenda.

A busca por conta de problemas de saúde também é comum, entre eles colesterol alto, diabetes e doenças no fígado. “Antigamente, a maioria das pessoas só procurava ajuda quando já tinha uma doença instalada e o médico responsável indicava. Atualmente, a nutrição está muito mais acessível e as pessoas a enxergam como uma medida preventiva”, explica.

+++ Magnésio, o mineral 'faz-tudo'! Entenda os benefícios e saiba como obter este nutriente no organismo

Ela elenca seis possíveis motivos para você marcar sua primeira consulta com uma nutricionista. Acompanhe!

Melhora nos hábitos alimentares

O profissional da nutrição irá te instruir a melhorar os seus hábitos no que se refere à alimentação, tornando o organismo saudável e nutrido. “Uma dieta diversificada é essencial para ficarmos em dia com a nossa saúde”, diz.

Maior qualidade do sono

Quando nos alimentamos de forma correta, o nosso organismo passa a funcionar adequadamente. “Isso acaba beneficiando nosso momento de descanso, já que as funções do nosso corpo estão equilibradas”, conta.

Infância saudável

Ao levar os pequenos ao nutricionista, a mãe e o pai estarão melhorando a qualidade de vida de seus filhos. “A probabilidade das crianças crescerem saudáveis é muito maior. Os bons hábitos alimentares começam na infância”, defende.

Gestação mais segura

“Procurar um nutricionista durante a gravidez é fundamental para garantir os nutrientes necessários para a gestante e para o feto, bem como a prevenção de complicações comuns, como o ganho excessivo de peso e diabetes gestacional.”

+++ Bomba de nutrientes! Aprenda a preparar esta gelatina de beterraba para servir de sobremesa

Disposição e bem-estar

Manter uma alimentação adequada é a melhor maneira de aumentar a energia para realizar as mais diversas atividades do dia. “Além disso, a falta de disposição e o excesso de cansaço podem estar ligados à ausência de alguma substância no corpo”, descreve Sol.

Manutenção do peso

Um dos principais fatores que levam o paciente a procurar um nutricionista é, sem dúvidas, a vontade de emagrecer. O profissional seleciona os alimentos necessários para a sua rotina para que se atinja o peso ideal. “O mesmo funciona para quem não consegue engordar: uma reeducação alimentar é o passo inicial”, destaca.

O que ocorre na primeira consulta?

Neste primeiro encontro, o nutricionista investiga os hábitos alimentares e estilo de vida do paciente. “O profissional leva em conta rotina, preferências de comida, histórico de doenças, queixas e sintomas atuais, análise de exames, interações entre medicamentos e sua relação com a alimentação”, aponta Sol.

Em seguida, é realizada uma avaliação antropométrica, que serve para calcular as principais medidas corporais, como peso,  circunferência e índice de massa corporal (IMC). “Através dela, estimamos o percentual de gordura para traçar metas e estratégias necessárias para atingir um objetivo possível”, afirma.

Vale lembrar que o nutricionista pode pedir alguns exames clínicos, como os de sangue, para ajudar na definição do plano alimentar. “Dessa maneira, é produzido um plano baseado nos dados colhidos. Assim, o profissional tem uma noção de quanto tempo o paciente levará para atingir os objetivos nutricionais e melhorar os hábitos alimentares.”

É comum que o planejamento seja entregue no mesmo dia da consulta, mas, em casos em que são necessários exames, o especialista pode demorar um pouco para disponibilizá-lo. Algo que faz toda a diferença é o fato da consulta ser totalmente individual e personalizada para cada paciente.

“Ao envolver o paciente no processo, mostrando que o plano alimentar irá contemplar não apenas suas necessidades metabólicas, mas também suas preferências, você estará criando um vínculo que potencializará os resultados. No retorno, avaliamos o que deu certo e o que precisa ser revisado”, completa a especialista.

Último acesso: 22 Oct 2021 - 09:13:00 (1045650).