Como escolher o profissional para fazer uma cirurgia plástica? Especialista responde esta e outras perguntas sobre procedimentos estéticos

A responsável por compartilhar seu conhecimento conosco foi a Dra. Marcela Cammarota, cirurgiã plástica e diretora do Departamento de Comunicação da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

REDAÇÃO BONS FLUIDOS Publicado quinta 10 dezembro, 2020

A responsável por compartilhar seu conhecimento conosco foi a Dra. Marcela Cammarota, cirurgiã plástica e diretora do Departamento de Comunicação da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
A Dra. Marcela Cammarota foi a responsável por esclarecer nossas dúvidas sobre o processo de cirurgias plásticas - Foto de Anna Shvets no Pexels

A cirurgia plástica é uma das mais de 50 especialidades médicas reconhecidas no país. São realizadas sob duas perspectivas diferentes, sendo elas a cirurgia plástica reparadora e a cirurgia plástica estética. No primeiro caso, o objetivo consiste em corrigir deformidades congênitas ou adquiridas. Já no segundo, a finalidade é puramente melhorar a aparência física de quem busca pela intervenção estética.

Em conversa com a Dra. Marcela Cammarota, cirurgiã plástica e diretora do Departamento de Comunicação da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), foram esclarecidas uma série de questões sobre como devemos recorrer frente a esse tipo de cirurgia.

- Como buscar um profissional de confiança para fazer uma cirurgia plástica?

Para maior segurança do paciente, o ideal é que se consultem com um profissional especializado e habilitado para realizar um procedimento de cirurgia plástica. Um especialista em cirurgia plástica tem pelo menos 11 anos de estudo antes de ter o título de especialista, o que garante que o profissional está habilitado para realizar qualquer procedimento dentro da cirurgia plástica e lidar com eventuais complicações que podem ocorrer. Em uma busca no site da SBCP (www2.cirurgiaplastica.org.br) é possível checar se o médico é membro da SBCP e assim, que ele é especialista. Caso não encontre, ela pode efetuar uma busca no site do Conselho Federal de Medicina. Ali ela consegue acessar se o médico tem alguma especialização e, se de fato, é ou não especialista em cirurgia plástica.

- Quem é o profissional mais indicado para fazer harmonização facial?

Harmonização facial é um conjunto de procedimentos estéticos e, mesmo chamados de minimamente invasivos, podem trazer complicações. Procedimentos que são considerados ato médico, como aplicação de toxina butolínica e preenchimento com ácido hialurônico, por exemplo, devem ser realizados por cirurgiões plásticos ou dermatologistas. Já procedimentos como blefaroplastia, bichectomia, mentoplastia, ritidoplastia (lifting) ou rinoplastia, por exemplo, são procedimentos cirúrgicos e que devem ser realizados exclusivamente por cirurgiões plásticos. Por serem procedimentos médicos, implicam em um certo grau de risco, por isso, não devem ser utilizados como modismo. Assim, há a necessidade da assistência de um profissional portador de título de especialista, porque aí sim, o paciente terá absoluta convicção de que esse profissional vai oferecer um tratamento qualificado ao qual ele recebeu a formação.

- Como fugir de propagandas enganosas na internet sobre procedimentos estéticos?

Infelizmente na internet existem diversos profissionais médicos não especialistas ou não médicos que vem milagres. Recentemente lançamos uma campanha para orientar a população a não caírem em armadilhas. A campanha “Não existe milagre: existe ciência, responsabilidade e especialização” orienta a população a não acreditarem em fotos de antes e depois, já que a maioria delas são manipuladas e também porque não podemos garantir resultados em medicina, uma vez que cada organismo responde de uma maneira, não só na cirurgia plástica, como em qualquer especialidade da medicina. Exatamente por isso, o Conselho Federal de Medicina proíbe que fotos de antes e depois sejam divulgadas.

- Vibrolipo, lipo hd e outros tipos: o que difere os tipos de lipoaspiração?

Todos esses nomes correspondem a um mesmo procedimento que é a lipoaspiração. O que difere é o aparelho utilizado para realizar o procedimento. É importante se certificar que o equipamento que o profissional irá utilizar é certificado e autorizado para uso no país pela ANVISA (Agência Nacional de Vigiância Sanitária).

- Quais os perigos de fazer procedimentos estéticos médicos com outros profissionais?

Como dito anteriormente, um cirurgião plástico demora pelo menos 11 anos para obter um título de especialista e poder atuar como cirurgião plástico e isso não é por acaso. Ao abrir mão de consultar um médico especialista habilitado para realizar um procedimento de cirurgia plástica, o paciente está colocando a sua saúde e vida em risco: desde uma intercorrência contornável, passando por necrose de tecidos, deformações ou ainda evoluir para óbito, como temos visto várias notícias recentes na imprensa.

Último acesso: 06 Mar 2021 - 13:26:14 (1043981).