bem-estar   / Mamãe e bebê

Bebês prematuros podem sentir menos dor ao ouvir voz da mãe, revela estudo

Estudo identificou que bebês na UTI sentiam alívio de dores ao ouvir a voz da mãe

Bons Fluidos Publicado quinta 2 setembro, 2021

Estudo identificou que bebês na UTI sentiam alívio de dores ao ouvir a voz da mãe
Ouvir a voz da mãe pode diminuir a dor em bebês prematuros - Unsplash/ Aditya Romansa

A natureza é realmente perfeita, especialmente quando o assunto é o nascimento de uma nova vida. Um estudo recente mostrou que a ligação entre mãe e filho é eficiente até para aliviar as dores de bebês prematuros. 

Durante os primeiros dias de vida, o bebê, especialmente prematuros, podem sofrer com dores e cólicas. No período de internação, a voz da mãe pode ajudar a aliviar os incômodos, segundo a pesquisa.

+++ "Saí da maternidade, e agora?": Saiba como ajustar sua rotina com o bebê para que todos durmam bem em casa

Pesquisadores da Universidade de Gênova, na Itália, identificaram que bebês internados na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) sentiam menos dor durante procedimentos médicos ao ouvir a voz da mãe. 

O estudo também identificou um aumento dos níveis de ocitocina -- conhecido como o hormônio do amor -- nos bebês que ouviam suas mães. 

Segundo a autora do estudo, a Dra. Manuela Filippa, a "ocitocina é conhecida por estar envolvida nos processos de vínculo e na sensibilidade materna. O hormônio também pode ter efeito protetor contra os efeitos da dor". 

+++ Após 13 meses de internação, menor bebê prematuro do mundo recebe alta em Singapura

Como foi feito o estudo

Para chegar nestas conclusões, os pesquisadores acompanharam as reações de bebês que nasceram antes da 37ª semana de gestação enquanto tiravam sangue. Eles compararam as reações dos bebês enquanto a mãe falava, cantava e sem a presença da mãe. 

 

Último acesso: 22 Oct 2021 - 09:44:13 (1045660).