Além da covid-19: conheça outros 5 problemas de saúde que provocam queda capilar

A tricologista clínica Lidi Bastos listou outras possíveis causas para a queda capilar

Bons Fluidos Publicado terça 19 outubro, 2021

A tricologista clínica Lidi Bastos listou outras possíveis causas para a queda capilar
Saiba quais problemas de saúde podem provocar queda capilar - Unsplash/ Corina Rainer

A pesquisa por remédios para alopecia feminina no Google cresceu mais de 1.400% nos últimos 12 meses, cerca de 60% em relação ao mesmo período anterior. Houve ainda aumento repentino na busca por queda de cabelo devido à Covid e à menopausa.

Mas esses não são os únicos fatores que podem provocar a queda capilar. Segundo a tricologista clínica Lidi Bastos, outros cinco problemas de saúde podem estar relacionados a queda capilar: 

1. Síndrome Metabólica 

O que é: a doença está relacionada a resistência à insulina, que faz com que o pâncreas tenha que trabalhar muito mais para suprir a necessidade do organismo. Pode estar relaciona ao sedentarismo, excesso de peso  e a fatores genéticos.  Alguns outros fatores são a grande quantidade de gordura abdominal (mulheres com cinturas maiores que 88 cm e homens com mais de 102 cm), taxa elevada de triglicerídeos (nível de gordura no sangue), baixo nível de HDL – também conhecido como “colesterol bom” – e a glicose elevada.

Por que provoca a queda: porque interferem no deslocamento do sangue pelo corpo, lesando os vasos sanguíneos. Isso prejudica, inclusive, a irrigação do couro cabeludo, levando à perda capilar.

+++ Além de ajudar a relaxar, massagem capilar pode estimular crescimento dos fios

2. Cigarro

O hábito do cigarro, além de ocasionar tantas outras doenças, como o câncer, pode ser mais um agente colaborador. A inalação de fumaça com alcatrão e a “nicotina” pelo seu efeito vasoconstrutor pode levar a má irrigação do couro cabeludo. Isto acarreta consequente prejuízo no crescimento dos cabelos. Uma das maiores técnicas aplicadas hoje para retirada de acúmulo de gordura no couro cabeludo, devido à nicotina, é a desintoxicação e argiloterapia. Através desses procedimentos  a gente consegue eliminar oitenta por cento da queda.

3. Anemia

"A anemia faz com que o corpo receba menos sangue. Desta forma, o oxigênio e os nutrientes acabam não comandando essa informação para couro cabeludo tornando o cabelo fraco e quebradiço, se desprendendo do couro cabeludo e do folículo piloso. Para avaliar se a pessoa está com anemia eu realizo a bioimpedância, que ajuda também a analisar o envelhecimento do corpo e do couro cabeludo. Também pode ser prescrito um minoxidil em cápsula, vitamina B6 e B12. Nesses casos, também é indicado fazer a suplementação", diz a profissional.

+++ Queda de cabelo: Entenda o que pode causá-la e como prevenir!

4. Problemas intestinais 

Isso ocorre por questões secundárias como a desnutrição, a falta de vitaminas ou como efeito colateral de alguma medicação. Para tratamento, é recomendado o detox iônico. Ele é responsável por eliminar toxinas e inflamações.

5. Estresse crônico 

O estresse tem relação direta com a saúde capilar. O mal causa um término prematuro do folículo, o que atrapalha no crescimento do cabelo e pode levar à oleosidade e à caspa – e, consequentemente, à queda. 

Último acesso: 02 Dec 2021 - 00:53:23 (1045873).