Além da aromaterapia! Médica lista óleos essenciais indicados para a rotina de cuidados com a pele

A Dra. Karla Lessa explica que os produtos naturais ajudam a hidratar e acalmar a pele, além de inúmeras outras vantagens.

Bons Fluidos Publicado segunda 20 julho, 2020

A Dra. Karla Lessa explica que os produtos naturais ajudam a hidratar e acalmar a pele, além de inúmeras outras vantagens.
Óleos essenciais são usados também para o tratamento da pele - Pixabay

A busca pela pele linda e com viço é um desejo tanto de homens quanto de mulheres. E um dos itens que vem ganhando os holofotes na rotina de skincare são os óleos essenciais.

Apesar de já ser bastante difundido e conhecido em outros continentes há muitos anos, principalmente para as terapias alternativas, ele vem ganhando cada vez mais destaque e fama com o público brasileiro.  

+ VEJA TAMBÉM: Aromaterapia: veja quais são os óleos essenciais recomendados para pessoas que sofrem de rinite e sinusite

Por muito tempo vários produtos de cuidados com a pele apostaram em ingredientes agressivos, com sabão, álcool e químicos extremante fortes. Sabe-se que o resultado é uma pele de fato limpa, porém com um alto índice de ressecamento. Os óleos, por outro lado, limpam a pele gentilmente e retiram a maquiagem, ao mesmo tempo que promovem hidratação.

“Eles contêm inúmeras propriedades: dentre elas; são capazes de aumentar o fluxo sanguíneo, trazer mais elasticidade para a pele, ação antisséptica, antifúngica e até ação antibacteriana”, esclarece Dra. Karla Lessa, médica e proprietária do Instituto Lessa.

BENEFÍCIOS DOS ÓLEOS ESSENCIAIS PARA A PELE

Os óleos essenciais são extratos voláteis concentrados, que são extraídos de plantas aromática, com fins terapêuticos e diluídos em óleos vegetais, como os de uva, coco, rosa mosqueta ou amêndoas. Eles conseguem ajudar no tratamento de ansiedade, depressão, falta de concentração, má cicatrização, problemas respiratórios e baixa imunidade.

+ Óleos Essenciais ajudam a combater ansiedade e depressão comuns na pandemia; Saiba como usar cada aroma

“Quando a pele entra em contato com os princípios ativos dos óleos, estimulamos receptores que enviam uma mensagem para o cérebro” comenta a médica.

É importante saber diferenciar óleos essenciais, essências e fragrâncias. Um óleo essencial deve ser 100% natural, isto é, isento de elementos sintéticos em sua composição.

“Os óleos essenciais não devem ser aplicados diretamente na pele, pois podem irritar o local e causar alergias. Você pode misturá-lo em sua máscara facial ou capilar, se indicado pelo seu dermatologista ou tricologista. No hidratante, sérum facial ou em outro óleo vegetal, os melhores óleos carregadores para a pele são: coco, rosa mosqueta, uva e argan”, explica Dra. Karla.

A médica deu alguns exemplos de óleos e suas funções, e também comentou como usá-los:

1-Camomila: Propriedade calmante e usada em shampoos com função clareadora capilar.

2-Lavanda: Calmante natural, proporciona relaxamento consciente.

3-Melaleuca: Ação antisséptica, antibacteriana e anti-inflamatória.

4-Copaíba: Antioxidante e energizante.

5-Olíbano: Ativa a glândula pineal e pituitária. É antioxidante e rejuvenescedor celular.

6-Sândalo: Propriedade hidratante.

7-Ilangue-ilangue: Energizante e afrodisíaca, a flor asiática estimula criatividade e bom humor.

Como usar: separe 5 ml do óleo base mais indicado para a sua pele (mais ou menos uma colher de sobremesa) e adicione 2 gotas do seu óleo essencial preferido. Massageie levemente no local a ser tratado (face, pescoço ou cabelos).

“Não use nenhum produto sem a indicação do seu dermatologista ou tricologista”, alerta Dra. Karla Lessa.

Último acesso: 24 Nov 2020 - 06:09:27 (1043098).